Economia Maioria quer revisão de feriados a partir de 2016 e de forma gradual

Maioria quer revisão de feriados a partir de 2016 e de forma gradual

A medida está prevista no programa eleitoral apresentado esta quarta-feira. A abordagem em relação a um novo aumento do salário mínimo é cautelosa. O objectivo é "estabilizar" as reformas laborais.
Maioria quer revisão de feriados a partir de 2016 e de forma gradual
Miguel Baltazar/Negócios
A revisão dos quatro feriados eliminados durante o programa de ajustamento deverá ser feita a partir de 2016 e de forma gradual, prevê o programa eleitoral da coligação, apresentado esta quarta-feira.

"Propor, a partir de 2016 e com espiríto de gradualismo, a revisão do acordo com a Santa Sé sobre a questão dos feriados religiosos, tendo em atenção a sua correspondência nos feriados civis", estabelece o programa.

PSD e CDS também são prudentes em relação a um novo aumento do salário mínimo. "No quadro do compromisso estabelecido com os parceiros sociais em 2014, avaliar a evolução da produtividade do trabalho, de modo a determinar as condições de evolução do Salário Mínimo Nacional", lê-se no documento.


A coligação defende que, de uma forma geral, se deve dar "estabilidade" às reformas laborais feitas durante o programa de ajustamento.






Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI