Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Maioria aprova audições no âmbito do caso GES

CDS e PSD aceitaram as audições de Maria Luís Albuquerque, Carlos Costa e Carlos Tavares no âmbito do caso do Grupo Espírito Santo, de acordo com o Observador. As audições deverão acontecer na próxima semana.

Correio da Manhã
Negócios 09 de Julho de 2014 às 17:06

O Bloco de Esquerda e o PCP apresentaram propostas para que a ministra das Finanças, o governador do Banco de Portugal e o presidente da Comissão de Mercado e Valores Mobiliários (CMVM) fossem ouvidos no Parlamento no âmbito do caso do Grupo Espírito Santo (GES). Uma proposta que entretanto foi aceite pelos partidos da maioria, segundo o Observador.

 

Entre as questões que estão a ser criticadas pelos partidos da oposição estão as recentes nomeações de Vítor Bento, Moreira Rato e Paulo Mota Pinto para a estrutura do BES.

 

Duarte Pacheco, coordenador do PSD para a comissão de Orçamento e Finanças, afirmou, citado pelo mesmo site, que o partido "tem dúvidas da eficácia de algumas destas audições, nomeadamente relativamente ao Governo, mas havendo dúvida, que se realizem". A deputada Cecília Meireles, do CDS, afirmou que o seu partido tem tido "desde o início particular atenção à capacidade e fiabilidade do sistema financeiro. Não achamos que a Assembleia da República tenha de prescindir do dever de fiscalização".

 

De acordo com a Lusa, as audições deverão acontecer na próxima semana.

 

(Notícia actualizada às 19h22 com a indicação de que as audições devem decorrer na próxima semana)

Ver comentários
Saber mais Bloco de Esquerda PCP governador do Banco de Portugal presidente da Comissão de Mercado e Valores Mobiliários CMVM Grupo Espírito Santo GES Vítor Bento Moreira Rato Paulo Mota Pinto Duarte Pacheco Cecília Meireles política
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio