Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Maioria dos altos cargos eliminados em Espanha vão continuar a receber do Estado

A redução de 33 altos cargos terá um impacto limitado nas contas do Governo Espanhol, já que 29 destes funcionários públicos destituídos são funcionários de carreira e vão continuar a receber do Estado.

Ana Margarida Luís aluis@negocios.pt 04 de Maio de 2010 às 11:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
A redução de 33 altos cargos terá um impacto limitado nas contas do Governo Espanhol, já que 29 destes funcionários públicos destituídos são funcionários de carreira e vão continuar a receber do Estado.

O plano de racionalização dos altos cargos da Administração central espanhola consiste no desaparecimento de uma secretária geral, 18 directores gerais e 14 organismos autónomos. O salário de um director geral ronda os 4.300 euros por mês, noticia o “Cinco Días”.

A redução de custos no pessoal será limitada. Esta diminuição irá rondar entre três e quatro milhões de euros, uma quantidade insignificante se tivermos em conta os gastos com a Administração central que superam os 27.500 milhões de euros, acrescenta o mesmo jornal.

88% dos altos cargos suprimidos pelo Governo espanhol vão continuar a receber do Estado.

Esta medida inclui também a supressão e fusão de empresas públicas. O Governo prevê que esta medida irá reduzir gastos, em torno dos 14 milhões de euros.

Quanto ao corte das despesas com os altos cargos, vai permitir uma poupança de16 milhões de euros. No entanto, o próprio Governo admite as limitações deste plano de corte, 16 milhões não parece muito, uma vez que em 2009 o défice público superou os 115.000 milhões de euros.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias