Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mapa: Casos mais do que duplicaram em maio na Amadora, Loures, Odivelas, Sintra e Seixal

No mês decorrido até 29 de maio, os novos casos confirmados de covid-19 mais do que duplicaram nos concelhos da Amadora, Loures, Odivelas e Sintra, o que confirma a área metropolitana de Lisboa como o principal focos de contágios no país.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
(Nota: Os dados deste mapa reportam a 28 de maio e foram anunciados pela DGS a 29 de maio. Contemplam 91% do total de casos confirmados e não são incluídos os concelhos com menos de três casos confirmados. No mapa pode ver a evolução diária dos casos confirmados em todos os concelhos)

A área metropolitana de Lisboa (AML) foi a região que registou maior número de contágios pelo novo coronavírus ao longo do último mês.

Os concelhos da Amadora, Loures, Odivelas, Sintra, Seixal e Barreiro mais do que duplicaram o número de casos positivos de covid-19 no mês decorrido até 29 de maio, segundo cálculos feitos com base nos números divulgados diariamente pela Direção Geral de Saúde (DGS).

Abordando os municípios por ordem decrescente do total de infetados, Sintra registou um aumento de 103,3% de casos confirmados durante o último mês. Nos concelhos de Loures e da Amadora os aumentos foram respetivamente de 166,1% e 170,6%, enquanto também nos municípios de Odivelas (136,2%) e Vila Franca de Xira (127,9%) crescimentos para mais do dobro.

O mesmo no caso de quatro municípios da margem sul da AML: No Seixal, onde o Bairro da Jamaica foi identificado um dos principais focos de contágios na região, o aumento foi de 117,6%, no Barreiro de 148,9%, na Moita de 129,2% e no Montijo de 156,5%.

Já no concelho de Lisboa a subida verificada de casos positivos no decurso do último mês foi de 60,6%.

Olhando para os outros quatro dos cinco municípios mais atingidos pelo surto em Portugal, percebe-se que apesar de somarem bastantes casos, os concelhos mais afetados a norte registam um abrandamento evidente no crescimento de infetados: Vila Nova de Gaia (17,9%), Porto (13,8%), Matosinhos (19,6%) e Braga (20,9%).

Já perto do final da tarde desta sexta-feira, ao anunciar a prorrogação do regime de calamidade e as medidas da terceira fase da reabertura da economia, o primeiro-ministro, António Costa, apontou "motivos de preocupação na área metropolitana de Lisboa".

E apesar de garantir não existir qualquer razão para alarmismos, Costa adiantou que o desconfinamento na AML vai decorrer num ritmo mais lento do que no resto do país.

Setúbal ultrapassa centena de infetados
O boletim diário divulgado na sexta-feira pela DGS mostrava ainda que mais um concelho superou a barreira dos 100 casos confirmados de covid-19. É o caso do município de Setúbal, que na quinta-feira contabilizava 98 infetados e na sexta-feira passou a somar 101.

Deste modo, são agora 52 os concelhos nacionais acima da centena de casos positivos, o que equivale a 16,88% do total de 308 municípios que compõem o território português.

Por outro lado, esta sexta-feira foi o quarto dia consecutivo em que o número de concelhos com três ou mais casos confirmados se manteve inalterado em 224 (72,7% do total).

O concelho de Lisboa (2.324) continua a ser o único acima dos dois milhares de infetados, havendo depois seis municípios com mais de mil casos positivos: Gaia (1.558), Porto (1.351), Matosinhos (1.277), Braga (1.224), Sintra (1.173) e Gondomar (1.083).
Ver comentários
Saber mais Covid-19 Coronavírus Portugal Mapa Concelhos DGS António Costa
Mais lidas
Outras Notícias