União Europeia Marcelo e Steinmeier de acordo sobre necessidade de reforço da integração europeia

Marcelo e Steinmeier de acordo sobre necessidade de reforço da integração europeia

Os presidentes português e alemão destacam o crescimento da economia portuguesa e salientam a convergência de interesses de Portugal e Alemanha no que concerne à importância de avançar com o reforço da integração na União Europeia.
Marcelo e Steinmeier de acordo sobre necessidade de reforço da integração europeia
Lusa
David Santiago 01 de março de 2018 às 14:39

Marcelo Rebelo de Sousa e Frank-Walter Steinmeier estão alinhados na análise que fazem do futuro da Europa e ao comportamento da economia portuguesa. No final de um encontro que decorreu esta quinta-feira, 1 de Março, em Belém, o Presidente da República portuguesa pegou nas palavras de uma entrevista do seu homólogo alemão hoje publicada no DN para salientar a convergência dos dois países na prioridade dada ao projecto europeu.

"A Europa é uma referência fundamental para a Alemanha e a Europa é uma referência fundamental para Portugal", declarou Marcelo sinalizando a "prioridade europeia" e a "preocupação com a integração europeia" na óptica de Lisboa.

O Presidente sinalizou depois que 2018 será um ano determinante para o futuro da União Europeia, designadamente com a discussão de temas como a "conclusão da União Económica e Monetária", a negociação do próximo quadro financeiro plurianual, a questão das migrações ou ainda a futura relação de Bruxelas com o Reino Unido.

Por isso, Marcelo considera que este ano configura uma "oportunidade única que temos de repensar e decidir sobre a Europa e, aí, há uma confluência natural entre as posições alemãs e portuguesas".

Dando seguimento à deixa do Presidente luso, Steinmeier afirmou que "estamos numa altura da integração e cooperação europeia que necessita da força dos nossos países". O chefe de Estado germânico lembrou depois que Portugal está incluído entre os "países que cresceram graças à integração europeia, que ficaram fortes e que têm de dar o seu contributo para superar as dificuldades actuais". "Podem ter a certeza que a Alemanha estará ao lado do vosso país", declarou voltando-se para Marcelo.

Frank-Walter Steinmeier elogiou depois as "decisões" que Portugal adoptou para superar a crise, um trabalho que agora "mostra os seus frutos". "A economia portuguesa está a crescer com força. Foram criados novos postos de trabalho", especificou. Por sua vez, Marcelo destacou a "estabilização política, social e económica" conseguida por Portugal.

Os dois presidentes confirmaram assim estarem de acordo sobre a necessidade de reforço da integração europeia como resposta aos desafios actuais. Isto numa altura em que se discutem as reformas a levar a cabo em áreas como a defesa e segurança, mas também no reforço da integração ao nível da Zona Euro.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
pub