Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Marcelo e Costa recebidos no Porto por manifestação de colégios

O primeiro-ministro e o Presidente da República não se livraram a polémicas dos contratos de associação na inauguração do superlaboratório i3S e foram confrontados com uma manifestação.

A carregar o vídeo ...
IMG_3324.MOV
Alexandra Noronha anoronha@negocios.pt 19 de Maio de 2016 às 16:21
  • Assine já 1€/1 mês
  • 23
  • ...

O primeiro-ministro António Costa e o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, foram esta tarde recebidos no Porto por uma manifestação a favor dos contratos de associação das escolas, durante a inauguração do superlaboratório i3S.

 

Os manifestantes, de várias escolas do Norte, deslocaram-se ao Porto para entregar uma carta a Marcelo que à entrada da cerimónia prometeu ouvir o que têm para dizer. 

Aos jornalistas, o primeiro-ministro garantiu que os contratos de associação que o Estado tem com os colégios serão cumpridos na sua totalidade, ao mesmo tempo que decorre a avaliação sobre a cobertura daqueles estabelecimentos escolares.

"Tranquilidade total, os contratos que existem serão integralmente cumpridos. Os contratos são uma forma de cumprir a lei onde não há oferta pública. Essa avaliação está a ser feita", afirmou o governante. António Costa não se livrou dos assobios à saída do evento, ao contrário de Marcelo e acabou por ir embora sem falar com os pais e professores que se deslocaram ao pólo universitário da Asprela, no Porto, onde está localizado o i3S. 

 

No final da cerimónia de inauguração do laboratório, o Presidente da República deslocou-se junto dos manifestantes e ouviu os seus pedidos. Marcelo já se tinha disponibilizado para receber a carta que tinham para lhe entregar. "Gosto muito de correspondência", disse. 

Esta quarta-feira, o Chefe de Estado, disse esperar um entendimento entre Estado e estabelecimentos de ensino particular e cooperativo através de novas parcerias que compensem a diminuição dos contratos de associação.

A porta-vos dos manifestantes, Filipa Amorim, da associação de pais do externato Infante D. Henrique, pediu que não sejam "defraudadas" as expectativas dos pais e das crianças e disse que os responsáveis estavam "muito pouco descansados" com a situação. Os manifestantes, vestidos de amarelo. pediam "liberdade de aprender e ensinar", bem como "igualdade de oportunidades" nas faixas que apresentaram para receber os governantes. 

(Notícia actualizada às 18.10 com mais informação)

Ver comentários
Saber mais António Costa Marcelo Rebelo de Sousa Presidente da República governo (sistema) executivo (governo) política
Outras Notícias