Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Marcelo homenageia Cavaco e sublinha "sensibilidade social" do seu antecessor

O Presidente da República homenageou esta segunda-feira o seu antecessor no cargo, sublinhando a "sensibilidade social" demonstrada por Cavaco Silva há dez anos, quando elegeu a inclusão como uma prioridade política.

Na quinta-feira, Marcelo teve um dia preenchido que começou com um almoço com Cavaco Silva, a quem vai suceder. O repasto teve lugar no palácio de Belém, que passará a ser a sua residência oficial.
Bruno Simão
Lusa 10 de Outubro de 2016 às 14:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • 46
  • ...

"Quero agradecer-lhe ter sabido compreender o que se passava na sociedade portuguesa, ter sabido eleger a inclusão social como tema do primeiro roteiro presidencial e ter sabido dar o seu próprio exemplo no lançamento da Bolsa de Voluntariado", afirmou o chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, na cerimónia que assinalou os 10 anos do lançamento da Bolsa de Voluntariado, que decorreu na zona de Alcântara, em Lisboa, e contou também com a presença de Aníbal Cavaco Silva.

 

Admitindo que a memória das pessoas às vezes é curta, Marcelo Rebelo de Sousa disse ser necessário reconhecer que "representa uma percepção, uma sensibilidade social muito aguda" lançar em 2006 um roteiro preocupado com a inclusão social quando o mundo ainda não tenha conhecido a crise que atravessaria anos mais tarde.

 

"As memórias não prescrevem, a memória do actual Presidente da República não prescreve, a memória dos portugueses também não prescreverá", enfatizou, insistindo que há dez anos Cavaco Silva compreendeu o problema da inclusão social e assumiu-o como "prioridade política e social", além de também ele próprio ter dado o exemplo ao ser o primeiro a inscrever-se como voluntário na Bolsa de Voluntariado.

 

"Os gestos valem mais do que as palavras, valem mil palavras, e o gesto da inscrição pelo Presidente Cavaco Silva valeu, do ponto de vista de responsabilidade política e social, por muitas palavras", acrescentou.

 

Marcelo Rebelo de Sousa, que preferiu "deixar o coração falar" em vez de seguir o discurso que tinha preparado, destacou ainda o papel que Maria Cavaco Silva, mulher do ex-Presidente da República, também desempenhou, não só inscrevendo-se como "número dois na Bolsa de Voluntariado", como pelo forma como no dia-a-dia foi dando apoio, conforto, ânimo e incentivo "a milhentas instituições sociais".

 

O Presidente da República fez igualmente referência aos milhares de voluntários que existem por todo o país, destacando a viragem que se foi assistindo na sociedade, anteriormente com uma rede de apoio social baseada na família e na vizinhança e, agora, com uma nova resposta, com novas instituições e uma nova forma de organização e sistematização.

 

"O voluntariado é um desafio que o Presidente Cavaco Silva intuiu e que é cada vez mais importante na sociedade portuguesa, é mais importante e necessário do que há dez anos e vai ser mais necessário daqui a 10 anos", referiu.

 

No final da sua intervenção, o chefe de Estado destacou ainda "o papel liderante" de Isabel Jonet, não só na Bolsa de Voluntariado, como no Banco Alimentar Contra a Fome ou na Entreajuda, confessando gostar do seu estilo, com "a boca ao pé do coração" e dizendo "aquilo que entende dizer e que não é politicamente correto ou não é socialmente correto".

 

"As pessoas devem olhar não tanto para uma ou outra palavra, mas para o exemplo de vida que é excepcional", vincou, adiantando que, oportunamente, o Estado também lhe prestará homenagem, galardoando-a.

 

Já no final da cerimónia, Marcelo Rebelo de Sousa justificou a homenagem a Cavaco Silva, dizendo que ele a "merece" e reiterando que "ele viu por antecipação uma situação social que o preocupou e percebeu a importância do voluntariado".

 

"É uma homenagem justa, quando há homenagens a prestar, devem ser prestadas", salientou.

 

Os jornalistas tentaram também falar com Cavaco Silva, mas o ex-Presidente da República passou pela comunicação social no final da cerimónia em passo apressado, ao lado da mulher, não tendo sequer parado.

Ver comentários
Saber mais Aníbal Cavaco Silva Marcelo Rebelo de Sousa Bolsa de Voluntariado Presidente da República Maria Cavaco Silva Isabel Jonet política
Outras Notícias