Política Marco Almeida apresentou queixa-crime por crimes eleitorais em Sintra

Marco Almeida apresentou queixa-crime por crimes eleitorais em Sintra

A candidatura independente que conseguiu o segundo lugar na corrida à câmara de Sintra considera que nas eleições de 29 de Setembro ocorreram uma série de crimes eleitorais.
Marco Almeida apresentou queixa-crime por crimes eleitorais em Sintra
Sara Matos/Negócios
David Santiago 14 de outubro de 2013 às 21:19

O Expresso revela na sua edição online que o mandatário da candidatura de Marco Almeida (na foto)entregou, esta segunda-feira à tarde, uma queixa-crime no tribunal de Sintra para denunciar uma série de práticas irregulares que terão ocorrido nas últimas eleições autárquicas.

 

Na queixa constará a acusação contra o presidente de uma mesa de voto, na freguesia de Queluz-Belas, que terá levado para casa uma urna de voto, o que é proibido. Esta mesma queixa também fará referência ao facto de o candidato Marco Almeida ter visto serem anulados votos, que lhe seriam favoráveis, sem qualquer razão aparente. Por fim, a acusação refere que um eleitor terá mesmo sido impedido de votar.

 

O Expresso garante que assim que o Ministério Público abra inquérito, Marco Almeida irá instaurar uma providência cautelar por forma a impedir a tomada de posse de Basílio Horta, que conquistou a câmara de Sintra pelo PS.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI