Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Maria Luís Albuquerque é o plano B para Lisboa

A direcção do PSD está cada vez mais céptica quanto à possibilidade de Santana Lopes aceitar o convite para ser candidato à câmara de Lisboa. O plano B é a ex-ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque.

Bruno Simão/Negócios
Bruno Simões brunosimoes@negocios.pt 27 de Setembro de 2016 às 17:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • 60
  • ...

O convite para Pedro Santana Lopes ser o candidato do PSD à câmara de Lisboa já foi feito há muito, mas a indecisão do provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa está a deixar o partido preocupado. Oficialmente, Santana Lopes já disse que não será candidato, mas não fecha completamente a porta. Com tanta incerteza, o PSD já pensa em alternativas a Santana Lopes e a mais forte é Maria Luís Albuquerque.

 

O nome da ex-ministra e vice-presidente do partido já havia sido avançado como hipótese para a autarquia lisboeta pelo comentador Luís Marques Mendes no final de Agosto.

 

Segundo apurou o Negócios, Passos Coelho está inclinado para apostar na ex-ministra das Finanças para disputar a principal câmara do país, caso Santana Lopes continue a alimentar o tabu sobre a câmara de Lisboa. Tanto o presidente da concelhia, Mauro Xavier, como o coordenador autárquico do partido, Carlos Carreiras, já admitiram publicamente que desejam a candidatura de Santana Lopes, mas não estão dispostos a esperar indefinidamente.

 
Oficialmente, Passos Coelho tem dito que o candidato a Lisboa poderá ser anunciado até 31 de Março do próximo ano. Mas, tal como escreveu o Negócios, o partido definiu Outubro como data limite para Santana Lopes se pronunciar. Só depois começaria a ponderar alternativas.

 

Porém, esse momento já chegou e Passos Coelho elege Maria Luís Albuquerque como o plano B no caso de Santana Lopes falhar. Esta terça-feira, a concelhia do PSD de Lisboa anunciou que o advogado José Eduardo Martins (crítico de Passos) será o coordenador do programa eleitoral do partido para a câmara de Lisboa, o que significa que não será ele o candidato à autarquia, como se chegou a aventar – nunca o coordenador do programa foi o candidato à autarquia, apurou o Negócios junto do PSD.

 

Com José Eduardo Martins fora-de-jogo, o PSD vira-se agora para Maria Luís Albuquerque como principal alternativa a Santana Lopes.

O CDS já anunciou que será a líder do partido, Assunção Cristas, a concorrer à maior autarquia do país.

Ver comentários
Saber mais Câmara de Lisboa PSD Maria Luís Albuquerque Pedro Santana Lopes José Eduardo Martins Mauro Xavier
Mais lidas
Outras Notícias