Europa Marine Le Pen propõe mudar nome da Frente Nacional

Marine Le Pen propõe mudar nome da Frente Nacional

O novo nome vai ser submetido ao voto, por correspondência, dos militantes, votação cujo resultado só deve ser conhecido dentro de seis semanas.
Lusa 11 de março de 2018 às 16:17

Marine Le Pen propôs hoje mudar para "União Nacional" o nome do partido de extrema-direita francês Frente Nacional (FN), com o objectivo de completar a renovação da formação, "condição para o êxito".

"A renovação para a qual me elegeram, peço-vos agora que a completem, é a condição do nosso êxito", declarou a líder da FN no seu discurso de encerramento do 16.º congresso do partido em Lille, no norte de França.

O novo nome vai ser submetido ao voto, por correspondência, dos militantes, votação cujo resultado só deve ser conhecido dentro de seis semanas.

Os militantes aprovaram anteriormente, num questionário, com 52%, a proposta de mudar o nome da formação fundada em 1972.

A actual denominação do partido, Frente Nacional, "é para muitos franceses, mesmo que de boa-fé, uma barreira psicológica", disse a líder, acrescentando que o nome proposto pretende "exprimir uma vontade de união".

Marine Le Pen disse ainda que o partido, mesmo que seja aprovado o novo nome, mantém o símbolo, uma chama, inspirado no logótipo do partido neofascista italiano Movimento Social Italiano (MSI), extinto em 1995.

Candidata única, Marine Le Pen foi hoje reeleita com 100% dos votos expressos para um terceiro mandato na presidência do movimento fundado pelo pai, Jean-Marie Le Pen, cuja liderança assumiu em 2011.

 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 11.03.2018

Os franceses não podem nem devem entrar naquele barco que não tem nada para dar ao povo, só palavras que levas o vento. O estar contra a emigração, contra a União Europeia, contra os mussulmanos, não enche a barriga ao povo seja francês ou de outro país.

Dono dos Burros 11.03.2018

O nome não interessa, interessa são as políticas como muito bem explica o Camarada Jerónimo (o político). Muda o nome mas não desvirtues as ideias políticas.

pub