Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

May alerta que se acordo for chumbado "Reino Unido pode nunca sair da UE"

A primeira-ministra britânica pediu à União Europeia mais um esforço para que seja possível alcançar um acordo passível de ser aprovado pelo parlamento britânico.

Dylan Martinez/Reuters
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 08 de Março de 2019 às 14:40
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

Theresa May lançou esta sexta-feira mais um alerta sobre as consequências de novo chumbo ao acordo para o Brexit no parlamento britânico.

 

No discurso efetuado em Grimsby, nordeste de Inglaterra, a primeira-ministra britânica atirou em duas direções: apelou aos deputados para aprovarem o acordo que vai ser votado na próxima semana e pediu à União Europeia "mais um esforço" para melhorar o acordo.

 

Apoiem o acordo e "o Reino Unido vai sair da União Europeia. Reprovem-no e ninguém sabe o que vai acontecer", disse May, dramatizando as consequências do chumbo: "poderemos ficar meses sem poder sair da União Europeia, poderemos sair sem as proteções que estão previstas no acordo; e poderemos até nunca sair".

Este recado foi para os deputados britânicos, incluindo os conservadores que defendem uma rutura acentuada dos laços entre Londres e Bruxelas. À União Europeia, May pediu um esforço adicional, apesar dos líderes europeus repetirem que não estão disponíveis para alterar o acordo que assinaram com o governo britânico e que os deputados já reprovaram por larga margem.

 

"Apenas é necessário mais um esforço adicional para fazer face às preocupações específicas do nosso parlamento", disse a primeira-ministra. "Por isso não vamos recuar. Façamos o que for necessário para os deputados [do parlamento britânico] aprovarem o acordo na terça-feira", acrescentou.

 

Apesar destas declarações da primeira-ministra britânica, a Reuters dá conta que são escassos os sinais de que a União Europeia esteja disponível para alterar o acordo de forma a que este possa ser aprovado no parlamento.

 

Este impasse surge dois meses depois do acordo ter sido chumbado por uma larga maioria no parlamento britânico e a menos de três semanas do dia previsto para o Brexit (29 de março).  

A Câmara dos Comuns vota na próxima terça-feira (12 de março) o acordo que May levar ao parlamento. Se este for chumbado, o parlamento do Reino Unido poderá ainda optar entre uma saída sem acordo ou um adiamento do Brexit que permita ganhar tempo para negociar uma saída ordenada, ou seja juridicamente enquadrada.

 



(notícia em atualização)

Ver comentários
Saber mais Theresa May Brexit Inglaterra Reino Unido União Europeia
Outras Notícias