Saúde Médicos em greve a 10, 11 e 12 de Abril

Médicos em greve a 10, 11 e 12 de Abril

Entre as reivindicações da Federação Nacional dos Médicos está a revisão da carreira e das grelhas salariais dos médicos, tendo por base o regime das 35 horas semanais.
Médicos em greve a 10, 11 e 12 de Abril
Ricardo Castelo/Negócios
Lusa 03 de março de 2018 às 18:36

A Federação Nacional dos Médicos (FNAM) decidiu realizar uma greve nacional a 10, 11 e 12 de Abril, para a qual procurará o envolvimento de todas as associações médicas, disse à agência Lusa fonte da estrutura.

 

Está também prevista uma manifestação em frente ao Ministério da Saúde, em Lisboa, a 10 de Abril.

 

A estrutura vai agora procurar o apoio do Fórum Médico, uma plataforma que reúne todas as associações médicas, afirmou João Proença, o novo presidente da comissão executiva da FNAM, no final de uma reunião do Conselho Nacional, em Coimbra.

 

A decisão foi tomada "face à incapacidade do Ministério da Saúde em garantir os diversos compromissos já assumidos", lê-se num comunicado emitido no final do encontro.

 

Entre as reivindicações da FNAM está a revisão da carreira e das grelhas salariais dos médicos, tendo por base o regime das 35 horas semanais.

 

O descongelamento imediato da carreira médica e a devida progressão salarial, bem como o propósito de dar um médico de família a todos os cidadãos estão igualmente entre as propostas defendidas pela estrutura representativa dos médicos.

 

Os médicos pretendem também a abertura de concursos anuais, a criação de um estatuto profissional de desgaste rápido, a separação progressiva dos sectores público e privado, além do limite do trabalho extraordinário anual para 150 horas, "em igualdade com toda a outra função pública".




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Paulo Macaloge 04.03.2018

O Corpororativismo no seu melhor !...

Alentejano 04.03.2018

este clube dos direitos adquiridos também, da direita à esquerda quer tudo viver à custa do estado mas pelo menos estes se eu tiver doente ainda me tentam curar em vez de me cobrarem taxas e taxinhas por atrasos e outras idiotices! se não estão satisfeitos abram uma clínica privada!

pub