Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Medina e Malheiro pegam-se e Rio aproveita para "malhar" no autarca da capital

Na sequência de uma troca de argumentos entre os presidentes das câmaras de Lisboa, o socialista Fernando Medina, e de Ovar, o social-democrata Salvador Malheiro, o líder do PSD veio defender o seu vice. Medina foi "particularmente infeliz".

Manuel de Almeida
David Santiago dsantiago@negocios.pt 23 de Junho de 2020 às 11:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • 39
  • ...

"Fernando Medina esteve muito mal na resposta ao presidente do município de Ovar, Salvador Malheiro. Todos temos momentos menos felizes e hoje o presidente da câmara de Lisboa esteve particularmente infeliz", escreveu Rui Rio, no Twitter, numa crítica às declarações de Fernando Medina.

Na noite desta segunda-feira, na TVI, o autarca lisboeta contestou as declarações previamente feitas por Salvador Malheiro, que sugerira uma cerca sanitária em torno de Lisboa como solução para conter os diversos focos de contágio existentes.

O também vice-presidente de Rui Rio disse mesmo faltar a coragem para fazer em Lisboa o que foi feito em Ovar. Note-se que antes ainda da primeira declaração do estado de emergência, foi decretada uma cerca sanitária no concelho ovarense para travar os contágios registados na região.

Fernando Media acusou Malheiro de adotar uma postura populista apenas para retirar dividendos políticos e poder "aparecer na televisão", razões que argumentou serem suscetíveis de fazer o edil de Ovar ter "vergonha".

"Salvador Malheiro estava com saudades de ir à televisão porque não faz ideia do que é Lisboa. Basta uma freguesia de Sintra para ser maior do que Ovar. As pessoas circulam livremente no país, sem fronteiras. Em Portugal, a circulação é totalmente livre. É normal que existam pessoas infetadas que vão em lazer para outros sítios, de fim de semana", disse Fernando Medina que, ainda assim, admitiu não ter havido o controlo necessário das cadeias de transmissão do novo coronavírus na região da capital.

Antes ainda da resposta entretanto dada por Rui Rio, já Salvador Malheiro havia ripostado. O líder da câmara de Ovar devolveu as críticas de Medina, a quem acusou de "deselegância" e "falta de educação" e criticou a forma como o autarca lisboeta quis isentar-se culpas na evolução da pandemia na região de Lisboa e Vale do Tejo.

"Imaginem se, no nosso município, tivéssemos tido a mesma atitude. Atirar, todas as responsabilidades, para a Direção Geral de Saúde, para o Ministério da Saúde, para o Governo, para a UEFA ou para a consciência das pessoas. Fernando Medina: Que vergonha!", escreveu Malheiro no Facebook.

Ver comentários
Saber mais Rui Rio Salvador Malheiro Fernando Medina Ovar Lisboa
Outras Notícias