Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mercado farmacêutico português avaliado em 2,2 mil milhões de euros

O mercado farmacêutico português valia 2,2 mil milhões de euros em Setembro, só no mercado cujos medicamentos são sujeitos a receita médica (mercado ético), de acordo com dados hoje divulgados pela Marktest.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 12 de Novembro de 2004 às 11:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O mercado farmacêutico português valia 2,2 mil milhões de euros em Setembro, só no mercado cujos medicamentos são sujeitos a receita médica (mercado ético), de acordo com dados hoje divulgados pela Marktest.

As vendas do mercado ético ascenderam a 254 milhões de unidades em Setembro, o que representa um avanço de 9% face ao mesmo período do ano passado. Os analgésicos não narcóticos anti piréticos são os que lideram as vendas em volume, com 21,6 milhões de unidades, o que corresponde a 8,5% do total, e um crescimento de 6% face a Setembro do ano passado.

O valor de vendas atingiu os 2,2 mil milhões de euros, mais 21% do que o mesmo período do ano passado. Os anti-inflamatórios/ reumáticos não esteróides são responsáveis por 140 milhões de euros de vendas, um crescimento de 11,8% face ao período homólogo. Este montante representa 6,5% do mercado ético.

No mercado dos genéricos as vendas alcançaram os 11,2 milhões de unidades, mais 89% em termos homólogos. Os anti-ulcerosos são a classe mais vendida de genéricos com 1,5 milhões de unidades, o que corresponde a 13,4% do mercado de genéricos, com um crescimento de 12,1%. As vendas de genéricos superaram os 161 milhões de euros em Setembro, mais 104% do que o ano passado.

O mercado de produtos não sujeitos a receita médica (OTC) registou vendas de 60,5 milhões de unidades, com um crescimento de 3,1% face a Setembro de 2003, segundo a Marktest.

As vendas ascenderam os 179 milhões de euros, mais 10% do que no mesmo período do ano passado. Os produtos para a tosse e constipação foram os mais vendidos, um total perto de 35 milhões de euros, o que representa 19,3% do mercado total, com um crescimento homólogo de 14,7%.

Ver comentários
Outras Notícias