Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Merkel: A crise europeia ainda não acabou

A chanceler Angela Merkel afirmou, quinta-feira, num discurso no Norte da Alemanha, que a crise da dívida na Europa ainda não acabou e os Governos devem continuar a realizar cortes.

Bloomberg
Jorge Garcia jorgegarcia@negocios.pt 16 de Agosto de 2013 às 16:35
  • Assine já 1€/1 mês
  • 34
  • ...

Durante o seu segundo dia de campanha, desta vez na cidade de Luebeck, Merkel referiu-se à “grave” crise europeia num tempo verbal passado, algo que levou um espectador a gritar que a crise ainda decorria, algo com o qual a chanceler concordou. “Certo, a crise europeia ainda não acabou”. “Já fizemos algumas coisas e vamos ultrapassar a crise”.

 

A menos de seis semanas das eleições de 22 de Setembro, Merkel procura fortalecer a liderança face à principal força da oposição, o partido Social Democrata. Um dia depois de começar a campanha alertando contra os perigos do excesso de dívida, a chanceler reiterou a promessa de não aumentar os impostos e de ser a mais fiel guardiã do mercado de trabalho alemão, segundo noticia a Bloomberg.

 

A coligação Democrata Cristã de Merkel tem uma vantagem de 17 pontos percentuais face aos sociais democratas, liderados por Peer Steinbrück. As sondagens demonstram que Merkel tem uma vantagem suficiente para manter a maioria do lado da sua coligação, com os Democratas Livres.

 

Ao contrário do que aconteceu na véspera, na quarta-feira, a chanceler não enfrentou nenhuma facção contestatária que a impedisse de falar, tal como aconteceu em Seligenstadt. “Precisamos de parar de viver de dinheiro emprestado, a gastar mais do que temos”, afirmou Merkel.

 

Merkel também se mostrou contra o partido Verde na proposta de um dia nacional na Alemanha “sem carne”, pelo menos nas escolas e cantinas públicas. “Precisam de uma recomendação sobre quando podem e quando não podem comer carne? Não vão ter isso de nós”.

Ver comentários
Saber mais Merkel campanha eleições Europa
Mais lidas
Outras Notícias