Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Michael Porter diz Portugal deve apostar na educação, inovação para aumentar competitividade

Portugal deve apostar no aumento da qualidade do sistema educativo, na inovação e na desburocratização, de forma a aumentar a competitividade da economia, o que deve ser uma prioridade nacional, considerou Michael Porter.

Negócios negocios@negocios.pt 17 de Abril de 2002 às 18:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Portugal deve apostar no aumento da qualidade do sistema educativo, na inovação e na desburocratização, de forma a aumentar a competitividade da economia, o que deve ser uma prioridade nacional, considerou hoje o economista Michael Porter.

O desenvolvimento da economia nacional passa por políticas visando o aumento da competitividade e da produtividade, afirmou Porter, na conferência «Novos Desafios da Competitividade», sublinhando que «os problemas já estão identificados: agora é tempo de agir».

Segundo o mesmo responsável, «nos últimos oito anos, a competitividade de Portugal piorou num contexto internacional mais duro», pelo que é urgente fazer da competitividade uma prioridade nacional.

Por esse motivo, Porter apelou a que o problema da competitividade seja alvo de um «consenso» nacional, sublinhando que a sua resolução deve passar por um compromisso do sector privado e não só do Estado.

«A única forma de conseguir ter uma economia mais competitiva é elevar sistematicamente a produtividade», acrescentou a mesma fonte, sublinhando que nos últimos anos, o produto interno bruto (PIB) nacional cresceu de uma forma que não é sustentável.

Michael Porter sublinhou que estes aumentos do PIB estiveram relacionados com a aceleração do consumo, que beneficiou da redução das taxas de juro em função da inclusão de Portugal na Zona Euro e dos fundos comunitários, mas que não foi acompanhada de um correspondente incremento na produtividade.

Nos últimos seis ou sete anos, houve condições artificiais a sustentar o crescimento do PIB», reforçou a mesma fonte.

Devido a esta evolução, «hoje, Portugal não tem escolha: se não forem feitas mudanças, o nível de vida dos portugueses vai piorar» a breve trecho, considerou aquele economista, que em 1994 efectuou um estudo sobre as perspectivas para a economia nacional.

Michael Porter considerou que Portugal tem de apostar na resolução dos problemas a nível microeconómico, uma vez que em termos macroeconómicos, com a inclusão na União Económica e Monetária (UEM), o nosso país goza de boas condições para acelerar o seu ritmo de desenvolvimento.

«É preciso desenvolver a capacidade de inovação», adaptando as novas tecnologias a todas as áreas produtivas, bem como desenvolver o mercado interno, aumentar os incentivos ao investimento e apostar no desenvolvimento de «clusters».

Um «cluster» é um conjunto de empresas que actuam na mesma área, concentradas num mesmo ponto geográfico, pelo que podem desenvolver sinergias visando o aumento da sua produtividade.

Os pontos fulcrais para efectuar uma mudança estrutural que permita o aumento da competitividade e da produtividade passam pela educação, onde o Estado se deve concentrar em gastar melhor, ao invés de afectar novos recursos, segundo a mesma fonte.

«Em todo o sistema educativo, não se está a produzir em qualidade suficiente para tornar a economia portuguesa mais competitiva e produtiva», afirmou Porter, sublinhando que «não se trata de uma questão de gastos, mas sim de uma gestão correcta do sistema».

Por seu turno, o «sistema tecnológico é insuficiente», e não existe uma ligação efectiva entre as universidades e o sector privado, que é «essencial» para proporcionar a inovação, referiu.

Outro ponto a alterar, segundo o mesmo responsável, passa pela desburocratização, nomeadamente no que respeita à formação de empresas, que deveria ser «muito mais rápida que noutros países», para conseguir atrair dessa forma mais investimentos.

Porter referiu ainda que actualmente «há demasiados subsídios», mas que os mesmos «não são suficientes para resolver o problema da produtividade».

Por João Mata

Outras Notícias