Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Miguel Beleza: Corte dos subsídios vai estender-se a grande parte do privado

Miguel Beleza afirmou hoje que o corte dos subsídios de Natal e de férias deverá estender-se a grande parte do sector privado "por contágio". E insurgiu-se contra as vozes que reclamam estímulos ao crescimento no OE. "Não podia ter", garante.

Rita Faria afaria@negocios.pt 19 de Outubro de 2011 às 14:20
"Embora pareça ser pouco equitativo, não é evidente que a medida, só por si, não seja equitativa", afirmou Miguel Beleza em reacção às declarações de Cavaco Silva, que disse hoje que o corte nos subsídios de férias e de Natal da Função Pública constituía uma "violação à equidade fiscal".

O ex-ministro das Finanças falou aos jornalistas à margem do 4º Congresso Nacional dos Economistas, e admitiu acreditar que "uma grande parte do sector privado vai fazê-lo".

"Admito essa possibilidade, mas como será feito não sei. Mas creio que vai haver esse contágio", reconheceu o economista.

Em relação ao Orçamento do Estado para 2012, Miguel Beleza sublinhou que "não há muitas alternativas melhores", considerando-o o documento "necessário".

"A única possibilidade era um Orçamento restritivo, e não vale apena pensar que podia conter muitos estímulos ao crescimento, porque não podia", concluiu.

Ver comentários
Saber mais Miguel Beleza subsídios
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio