Impostos Ministro Adjunto: "Não podemos pôr os portugueses do litoral contra os do interior"

Ministro Adjunto: "Não podemos pôr os portugueses do litoral contra os do interior"

Pedro Siza Vieira admite que a política fiscal pode fazer mais pelo interior mas rejeita a proposta feita pelo Movimento pelo Interior de beneficiar as zonas desfavorecidas em detrimento do litoral.
A carregar o vídeo ...
A política fiscal pode ajudar a combater a desertificação do interior mas por si só não é solução. E os benefícios fiscais não podem ser dados ao interior em prejuízo do litoral. Estas são as duas ideias principais de Pedro Siza Vieira sobre a forma como os impostos podem contribuir para apoiar as regiões menos povoadas.

O ministro adjunto rejeita a ideia proposta pelo Movimento pelo Interior de se transferir benefícios fiscais do litoral para o interior. "Não me parece que a política fiscal deva beneficiar o interior à custa do litoral. Não podemos pôr os portugueses do litoral contra os do interior", defendeu Pedro Siza Vieira, numa entrevista que vai hoje para o ar e que será publicada na edição impressa do Negócios na segunda-feira.  

Siza Vieira admite que o Governo está a equacionar novas medidas fiscais para apoiar as zonas desfavorecidas, mas lembra que os impostos não podem ser vistos como uma panaceia. "Quando temos o objectivo de ajudar a criar emprego no interior podemos dar apoios na execução dos fundos comunitários e podemos pôr a política fiscal a ajudar estes objectivos. Mas só por si a política fiscal não chega", argumenta.  



pub

Marketing Automation certified by E-GOI