Europa Ministro da Energia francês demite-se em desacordo com Macron 

Ministro da Energia francês demite-se em desacordo com Macron 

Um dos elementos chave do Executivo de Macron, dado o carácter emblemático, decidiu demitir-se dadas as incompatibilidades com o presidente francês acerca de políticas ambientalistas.
Ministro da Energia francês demite-se em desacordo com Macron 
Reuters
Ana Batalha Oliveira 28 de agosto de 2018 às 10:33

O ministro da Energia francês, Nicolas Hulot, apresentou a demissão deste cargo político na sequência de um choque de visões com o presidente Emmanuel Macron acerca das políticas ambientais.

"Eu não quero mentir mais", declarou Hulot num programa de rádio, referindo-se à incapacidade que sentiu em fazer progressos ambientais enquanto deteve a pasta da Energia.

O ministro demissionário detalhou que Macron não teria sido suficientemente assertivo no que toca ao uso de pesticidas e à protecção da biodiversidade, entre outras causas que esperava defender.

Hulot era um dos ministros mais proeminentes no Governo francês, depois de vários anos conhecido como activista ambiental. Hulot encarnou este papel depois de saltar para fora dos ecrãs de televisão, onde apresentava um programa sobre desportos radicais e natureza.

 

França está a "insistir" numa indústria nuclear que é "obsoleta económica e tecnicamente", afirma Hulot. A demissão chega numa altura em que o Governo francês está a planear a política de energia para a próxima década, durante a qual se pretende reduzir a utilização de energia nuclear.




pub