Europa Ministro das Finanças escocês demite-se após acusações de assédio a adolescente

Ministro das Finanças escocês demite-se após acusações de assédio a adolescente

Apresentado como favorito à sucessão de Sturgeon, Mackay revelou a sua homossexualidade em 2013, quando se separou da mulher, com quem tem dois filhos, segundo o The Sun.
Ministro das Finanças escocês demite-se após acusações de assédio a adolescente
Reuters
Lusa 06 de fevereiro de 2020 às 12:31
O ministro das Finanças da Escócia, Derek Mackay, demitiu-se hoje, horas antes de apresentar o orçamento anual, depois de notícias segundo as quais enviou centenas de mensagens a um rapaz de 16 anos através da Internet.

Segundo a edição escocesa do tabloide The Sun, em agosto de 2019, Derek Mackay, 42 anos, figura destacada do Partido Nacionalista Escocês (SNP), contactou através do Instagram um adolescente de 16 anos que não conhecia e, ao longo de seis meses, enviou-lhe 270 mensagens pelo Instagram e pelo Facebook.

Nesses contactos, o ministro disse ao rapaz que o achava bonito e convidou-o para jantar, tendo deixando de enviar mensagens quando o rapaz lhe disse a idade.

A situação foi revelada pela mãe do adolescente.

"Assumo total responsabilidade pelos meus atos. Agi estupidamente e estou francamente desolado", afirmou o ministro num comunicado em que anuncia ter apresentado "a demissão com efeitos imediatos" à chefe do governo da Escócia, Nicola Sturgeon, que aceitou.

Derek Mackay "deu um contributo importante ao governo, mas ele reconhece que o seu comportamento não esteve à altura dos padrões exigidos", comentou a primeira ministra da Escócia e líder do SNP.

Apresentado como favorito à sucessão de Sturgeon, Mackay revelou a sua homossexualidade em 2013, quando se separou da mulher, com quem tem dois filhos, segundo o The Sun.

O orçamento escocês será apresentado pela ministra das Finanças Públicas, Kate Forbes, adjunta de Mackay.



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI