Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ministro belga diz que privados contribuirão com 30 mil milhões de euros para a Grécia

Didier Reynders estimou em 30 mil milhões de euros a contribuição dos credores privados da Grécia no segundo resgate ao país, que será discutido esta quinta-feira em Bruxelas.

Lusa 17 de Julho de 2011 às 16:11
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...
O ministro belga das Finanças, Didier Reynders, estimou em 30 mil milhões de euros a contribuição dos credores privados da Grécia no segundo resgate ao país, que será discutido esta quinta-feira em Bruxelas.

"30.000 milhões de euros do sector privado para Grécia", escreveu o responsável na sua página de uma conhecida rede social, conforme noticia a agência espanhola EFE.

Este valor coincide com as estimativas publicadas nos últimos dias pela imprensa e acrescenta 5 mil milhões de euros ao anterior cálculo do governante belga que, há um mês, a propósito de uma reunião de ministros das Finanças europeus em Bruxelas, avançou que o segundo plano de ajuda da 'troika' à Grécia ascenderia a 80 mil milhões de euros.

Somando os 30 mil milhões de euros dos privados e os 80 mil milhões de euros da ajuda europeia e do Fundo Monetário Internacional (FMI), é atingido o montante de 110 mil milhões de euros que tem sido várias vezes referido pelo primeiro-ministro grego.

Estes 110 mil milhões deverão, assim, juntar-se aos 110 mil milhões de que a Grécia já beneficiou quando recorreu à ajuda financeira internacional, no ano passado.

A participação do sector privado no resgate à Grécia está no centro das discussões dos parceiros europeus e tem motivado as actuais turbulências nos mercados, devido ao receio dos investidores de poderem vir a perder parte do investimento feito em dívida de países da zona euro.

Os líderes europeus reúnem-se esta quinta-feira em Bruxelas para definirem os moldes do segundo plano de apoio à economia helénica.
Ver comentários
Outras Notícias