Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ministro da Economia diz que TGV permanece suspenso e que críticas foram "mal-entendido"

O ministro da Economia e do Emprego, Álvaro Santos Pereira, qualificou hoje como um "mal-entendido" as críticas suscitadas pelas suas afirmações sobre o TGV, garantindo que a opinião mantém-se e que o projecto continua suspenso.

Lusa 19 de Agosto de 2011 às 18:25
"Não há nada de novo nas nossas declarações", pelo que "as críticas, sinceramente, acho que foram um mal-entendido", afirmou o ministro.

O ministro da Economia e do Emprego falava aos jornalistas durante uma visita ao Porto de Sines, em que foi questionado sobre as críticas, nomeadamente no seio do PSD, às suas declarações sobre o TGV na quarta-feira, em Madrid (Espanha).

Nesse dia, após um encontro com o ministro do Fomento espanhol em Madrid, Álvaro Santos Pereira disse que o Governo português só tomará a decisão sobre a rede de alta velocidade em Setembro e que procurará articulá-la com as autoridades espanholas.

Na quinta-feira, o vice-presidente da bancada do PSD Carlos Abreu Amorim criticou as declarações do ministro sobre a alta velocidade, sublinhando que "o Governo não pode desdizer-se numa questão tão relevante".

"Não gostei nada das declarações do ministro da Economia acerca do TGV. O Governo não pode desdizer-se numa questão tão relevante", afirmou Carlos Abreu Amorim, numa mensagem colocada na sua página na rede social Facebook.

Confrontado hoje pelos jornalistas, Álvaro Santos Pereira argumentou que a sua "declaração foi muito simples", mas, reconheceu, terá originado "alguma interpretação diferente" ou mesmo "má interpretação".

"O projecto está suspenso e, como o memorando de entendimento com a 'troika' assim refere, até final de Setembro o Governo tem de apresentar um plano estratégico de transportes", esclareceu.

O governante insistiu que, "desde o primeiro dia da tomada de posse" do Governo, "não houve o mínimo de diferença" de opinião sobre esta matéria, nem na posição expressa na Assembleia da República, no passado dia 2, nem após a reunião desta semana em Madrid.

"Desde o primeiro dia deste Governo, afirmámos muito claramente que o projecto está suspenso. A posição é muito simples e não há o mínimo de diferença de opinião do que já existia anteriormente. O projecto está suspenso e sujeito a reavaliação", reiterou.

Segundo Álvaro Santos Pereira, o Governo vai "clarificar estas questões com o plano estratégico de transportes, que será apresentado em Setembro".

Ver comentários
Saber mais Álvaro Santos Pereira Ministro da Economia TGV
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio