Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ministro das Finanças alemão quebra tabu da expulsão do euro

O ministro das finanças alemão Wolfgang Schauble apelou à criação de um fundo de emergência europeu, para ajudar países da Zona Euro que se debatam com o défice público, num artigo em que também defendeu a criação de medidas penalizadoras para os países que violem repetidamente o limite do défice. "Em último recurso", um país deve "sair" do euro, disse.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 12 de Março de 2010 às 11:41
  • Partilhar artigo
  • 9
  • ...
O ministro das finanças alemão Wolfgang Schauble apelou à criação de um fundo de emergência europeu, para ajudar países da Zona Euro que se debatam com o défice público, num artigo em que também defendeu a criação de medidas penalizadoras para os países que violem repetidamente o limite do défice. "Em último recurso", um país deve "sair" do euro, disse.

Schauble defendeu em artigo publicado no "Financial Times", que o ministro alemão defendeu a criação de um fundo de empréstimo de emergência, para ajudar países que se debatam para combater o défice. No mesmo artigo quebrou o tabu em torno da questão da expulsão de um estado-membro da união monetária.

“Se um membro da Zona Euro se encontrar numa situação em que não consegue consolidar o seu orçamento ou restaurar a sua competitividade, este país deve, em último recurso, sair da união monetária”.

As condições dos empréstimos devem ter “um preço proibitivo para que a ajuda só seja procurada em caso de emergências que constituam uma ameaça à estabilidade financeira de toda a Zona Euro”.

O primeiro-ministro do Luxemburgo Jean-Claude Juncker, também defendeu a criação de um fundo de emergência para a Europa. “Falta-nos um instrumento que contrarie a especulação e o comportamento irracional, que possivelmente pode ameaçar a estabilidade da Zona-Euro”, disse o responsável numa entrevista citada pela Bloomberg.

Juncker que lidera o painel de ministros das Finanças europeus, acrescentou que criar um organismo semelhante ao Fundo Monetário Internacional demoraria demasiado tempo a ser criado, para ajudar a Grécia, no entanto não violaria as regras que proíbem o resgate de governos.

Ver comentários
Outras Notícias