Economia Moedas: “Há uma falsa dicotomia entre austeridade e crescimento”

Moedas: “Há uma falsa dicotomia entre austeridade e crescimento”

Carlos Moedas defende que crescimento económico não está necessariamente relacionado com gastar mais dinheiro, recordando que, durante muitos anos, Portugal teve acesso a dinheiro para investir, mas nem por isso cresceu.
Moedas: “Há uma falsa dicotomia entre austeridade e crescimento”
Negócios 06 de junho de 2013 às 15:53

“Há uma falsa dicotomia entre a austeridade e o crescimento”, afirmou esta quinta-feira Carlos Moedas, secretário de Estado Adjunto do primeiro-ministro, numa conferência em Helsínquia, citado pela Bloomberg.

 

Moedas sublinhou Portugal teve défices e teve capacidade de gastar dinheiro, ao longo de 15 anos, e que nem por isso houve crescimento económico.

 

O responsável defende que algumas pessoas querem vender uma história, que não existe e que passa pela teoria de que se houver despesa há crescimento.

 

A política de “gastar não foi a solução para Portugal”, realçou, citado pela agência de informação americana.

 

(Correcção: substitui "se houver investimento há crescimento" por "se houver despesa há crescimento")




pub

Marketing Automation certified by E-GOI