Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Moody’s diz que eleições em Itália são “negativas” para outros países

A agência de “rating” diz que o resultado inconclusivo das eleições em Itália tem implicações negativas para o “rating” do país mas também para as outras nações mais fragilizadas da Zona Euro, como Portugal e Espanha. Crise do euro pode estar de volta.

Edgar Caetano edgarcaetano@negocios.pt 27 de Fevereiro de 2013 às 10:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A agência diz que o resultado aumenta o risco de que as reformas estruturais na terceira maior economia da Zona Euro possam atrasar-se ou serem interrompidas. Nota também que o resultado elevado dos partidos euro-cépticos reduz a probabilidade de que novas eleições possam resolver a situação.

 

“A importância sistémica de Itália para a Zona Euro significa que as eleições desta semana têm implicações muito além de Itália e são, indirectamente, negativas para o crédito de outros países da Zona Euro sob pressão”, escreve a Moody’s em nota divulgada esta madrugada.

 

“Antevemos uma perda de confiança dos investidores e uma subida das ‘yields’ das obrigações tenham um impacto sobre os custos de financiamento de outros países da Zona Euro, como Portugal e Espanha, assim potencialmente reacendendo a crise da dívida da Zona Euro”.

 

A Moody’s tem um “rating” Baa2 para Itália, com “outlook” negativo a partir de Julho de 2012. “Uma combinação de níveis elevados de dívida e baixo crescimento económico deixa [Itália] vulnerável a uma inversão do sentimento do mercado, que a experiência mostra que pode alterar-se rapidamente”.

Ver comentários
Saber mais Itália Moody's eleições
Outras Notícias