Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Moody's prevê que Irlanda possa ter que voltar a pedir ajuda à Europa no final de 2013

Quando terminar a assistência financeira na Irlanda, no final de 2013, o país pode precisar de uma nova ajuda, defende a Moody’s.

Negócios negocios@negocios.pt 14 de Novembro de 2012 às 11:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
A agência de notação financeira publicou hoje um relatório no qual defende que a Irlanda pode precisar de um programa oficial de protecção quando estiver a sair do resgate das autoridades internacionais, que termina no final de 2013.

“A agência de ‘rating’ espera que o final do actual programa de assistência da União Europeia/Fundo Monetário Internacional na Irlanda, no final de 2013, vai estimular a necessidade de financiamento oficial disponível, possivelmente na forma de uma linha precaucionária”, afirmou a Moody’s, num relatório citado pela Bloomberg.


A linha precaucionária prevê que o Estado continue a fazer emissões no mercado primário (venda dos títulos aos investidores), mas com o apoio do Mecanismo Europeu de Estabilidade, que pode comprar parte da dívida colocada nos leilões.

O apoio do MEE implica que o país se sujeite a um programa de ajustamento, condição para que possa beneficiar da ajuda do BCE, que através da compra de dívida no mercado secundário (onde os investidores trocam os títulos entre si) ajuda a baixa as taxas de juro exigidas na dívida pública. A mesma fonte acrescenta que a notação de Ba1 da Irlanda “reflecte a deterioração significativa na força financeira do governo”, na sequência da crise do sector da banca e da quebra da economia.

Por outro lado, a perspectiva negativa do “rating” traduz “os riscos de implementação” do plano de redução do défice, acrescentou a agência. A crise na Zona Euro “complica os esforços da consolidação orçamental do governo”.

Ver comentários
Saber mais Irlanda Moody's programa assistência financeira
Outras Notícias