Política Mota Soares propõe plano contra o "poucochinho socialista"

Mota Soares propõe plano contra o "poucochinho socialista"

Mota Soares apresentou ao 27.º Congresso do CDS-PP, que decorre em Lamego, nove propostas para revitalizar o país, em especial para um país o interior.
Mota Soares propõe plano contra o "poucochinho socialista"
Lusa 10 de março de 2018 às 17:57

O deputado e dirigente democrata-cristão Pedro Mota Soares apresentou, este sábado, nove propostas para revitalizar o território nacional, argumentando que o CDS não se contenta com o "poucochinho socialista", avança a Lusa.

Primeiro subscritor de uma moção sectorial designada "Portugal, Território e Mar", Mota Soares apresentou ao 27.º Congresso do CDS-PP, que decorre em Lamego, no distrito de Viseu, nove propostas para revitalizar o país, em especial para um país o interior.


"Não nos contentamos com esse país do poucochinho socialista, de um PS que fala do interior, promete um estatuto fiscal para o interior, mas depois chumba as propostas do CDS para baixar o IRC, o IRS para o interior do país", criticou.


Mota Soares defendeu a criação de "zonas francas" no interior do país com condições de "competitividade fiscal" superiores às de Lisboa e do Porto e condições para "uma reforma do território mesmo que isso passe por voluntariamente fundir municípios" para que ganhem dimensão na negociação da transferência de competências com o Estado.


O deputado propôs a criação de uma "Unidade de Missão para a Reconstrução" que avance com "medidas urgentes" para que "nunca mais se repita a tragédia de 2017", referindo-se aos incêndios do verão de 2017, que vitimaram mais de uma centena de pessoas.


Uma política agrícola que "promova a coesão do território nacional" foi também defendida por Mota Soares.

A deputada Ana Rita Bessa apresentou uma moção sectorial sobre Educação propondo a "universalização da educação pré-escolar", envolvendo a rede pública, privada e social e propôs a erradicação "do insucesso escolar aos sete anos".


"Todos os anos há sete mil crianças que não são ensinadas a ler e a escrever, sabemos as causas e em que escolas acontece", afirmou, considerando que aquela "situação inaceitável" requer "actuação local específica".


Com uma moção designada "Nós, interior", Henrique Monteiro alertou para o envelhecimento e a desertificação das regiões interiores do país, questionando "como pode uma região sobreviver apenas com população idosa?".


Um "plano estratégico de desenvolvimento para o transporte aéreo", uma moção em defesa da região autónoma da Madeira, uma centrada no papel das freguesias e do poder local, e um documento que propõe a criação do estatuto de "jovem empresário rural" foram também apresentadas.


Contudo, a discussão destas moções será feita apenas em Conselho Nacional, após a realização do 27.º Congresso, que termina domingo em Lamego, Viseu.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Palermas 11.03.2018

Xuxxas....................inchem seus porkos.

Judas a cagar no deserto 11.03.2018

Alguém sabe onde anda o preso da cela 44, um tal José Sócrates, do PS ?

Alguém sabe onde anda o preso da cela 44, um tal José Sócrates, do PS ?

Alguém sabe onde anda o preso da cela 44, um tal José Sócrates, do PS ?

Alguém sabe onde anda o preso da cela 44, um tal José Sócrates, do PS ?

Para eleitor 10.03.2018

Nadinha não...é que para além de nadinha, ainda cortaram rendimentos.

eleitor 10.03.2018

Bem...."o poucochinho Socialista sempre contrasta com o Nadinha deste antigo membro do PAF" . Faria melhor estar calado !

pub