Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Múrcia segue-se a Valência e é a segunda região a pedir ajuda a Madrid

É a segunda comunidade autónoma espanhola a admitir o recurso ao mecanismo estatal criado para ajudar as regiões. O presidente da região nega que seja um resgate, diz que é apenas a procura por liquidez.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 23 de Julho de 2012 às 20:28
  • Partilhar artigo
  • 8
  • ...
Múrcia segue-se a Valência e são já duas as comunidades autónomas a confirmar o recurso ao mecanismo criado pelo governo para ajudar as regiões. Não é um resgate. É sim um pedido de fundos de liquidez, diz o presidente da região.

O pedido de ajuda de Múrcia tinha sido já noticiado este fim-de-semana. A agência Efe indicou ontem, com base numa entrevista do presidente do governo da região, que seria apresentado o recurso ao “fundo de resgate”.

Mas o presidente, Ramón Luis Valcárcel, veio esclarecer que era apenas um pedido de adesão ao fundo disponibilizado para ajudar as regiões e não um resgate. Hoje voltou a dizê-lo. Mas já há data para que esse pedido de fundos seja entregue.

O pedido para recorrer ao fundo de liquidez autonómico deverá ser entregue em Setembro, “porque é, precisamente quando haverá disponibilidade” de recursos, disse o presidente da região num encontro com jornalistas, citado pela Europa Press.

Ajuda até 300 milhões

Neste momento, o valor estará ainda a ser analisado mas será “de 200 a 300 milhões”. “Bem-vindos sejam esses fundos”, assinalou o presidente de Múrcia, segundo a mesma fonte.

Certo é que, para Valcárcel, não se está a falar de um resgate. “Múrcia não vai pedir um resgate ao Estado. O que Múrcia vai fazer é solicitar fundos de liquidez que não têm nada que ver com o resgate. Um resgate não é, porque um resgate é uma questão de emergência”, acrescentou.

“Queremos que se refinancie a nossa dívida, não através de bancos com percentagens [de juros] elevados, não através dos mercados com percentagens [de juros] impossíveis, inviáveis a esta altura, mas sim simplesmente com o aval do Estado”, defendeu-se aos jornalistas.

Múrcia é a segunda mas fala-se em mais cinco

Múrcia é a segunda região a confirmar que vai pedir para participar do Fundo de Liquidez Autonómico, mecanismo criado pelo governo de Rajoy para que as comunidades consigam cumprir as dívidas, depois de Valência ter sido a pioneira, na passada sexta-feira. Fala-se já na possibilidade de outras comunidades autónomas recorrerem a este fundo.

O “El País” falava hoje em seis candidatas a recorrer a este fundo. Uma delas, Múrcia, já confirmou. Mas o jornal menciona, igualmente, Catalunha, Castela-La Mancha, Baleares, Canárias e Andaluzia, por terem de pagar fortes valores em dívida nos próximos meses.

Ver comentários
Saber mais Espanha Valência Múrcia ajuda resgate
Outras Notícias