Mercado de Trabalho Mudanças sem aviso prévio: o outro lado do banco de horas individual
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Mudanças sem aviso prévio: o outro lado do banco de horas individual

Uma forma de facilitar a conciliação da vida pessoal com familiar? Ou de reduzir custos com salários?
Mudanças sem aviso prévio: o outro lado do banco de horas individual
Bruno Simão/Negócios
Catarina Almeida Pereira 28 de fevereiro de 2018 às 09:00

O banco de horas não é a única forma de gerir horários de forma flexível, pagando trabalho extra com tempo livre. Mas o que distingue esta figura das que já existiam na lei?
Introduzida por Vieira da

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 28.02.2018

.Abstenção constitui maior partidos português irá aumentar á medida q a agressividade legislativa aumentar.Mas como todos batem no povo este n vai ás urnas.Os partidos estao criar uma espécie d nova religião ,tornando-se donos de tudo e não se diferenciam de um certo neo poder politico-religiosos

Carvalho das Bicicletas 28.02.2018

Vão para a p*ta que os pariu! Morrem como pedaços de m*rda e têm a mania que são importantes.

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub