Ásia Myanmar elegeu primeiro presidente democrático

Myanmar elegeu primeiro presidente democrático

Htin Kyaw é o novo presidente do Myanmar, ex-Birmânia. É o primeiro presidente democrático do país que esteve sob jugo militar durante décadas. É aliado de San Suu Kyi, que não se pode candidatar.
Myanmar elegeu primeiro presidente democrático
Reuters
Negócios 15 de março de 2016 às 06:35
O parlamento de Myanmar, ex-Birmânia, elegeu esta terça-feira, 15 de Março, o seu primeiro presidente democrático. Aliado da Nobel da Paz, Aung San Suu Kyi, o novo Presidente, Htin Kyaw, torna-se, assim, o primeiro civil a liderar o país desde os anos 60.

Em Novembro, Suu Kyi conduziu o seu partido Liga Nacional para a Democracia (NLD) à vitória, mas a Constituição ainda em vigor, redigida pelo poder militar, colocou-a de fora da eleição ao cargo mais elevado da nação. O que significa que o poder militar não foi completamente afastado desta país asiático. Suu Kyi foi afastada desta corrida por ser casada e ter um filho estrangeiro.

Suu Kyi não pode candidatar-se à Presidência, mas ficará com poder.
Suu Kyi não pode candidatar-se à Presidência, mas ficará com poder.
Reuters
No entanto, contornando a Constituição, deverá mesmo, segundo as agências internacionais, ser Suu Kyi a conduzir o país. Os jornais internacionais falam da criação de um gabinete próprio, o que acontecerá até ao final do mês, para incluir figuras do espectro político de Suu Kyi.

Htin Kyaw, escritor, lidera uma fundação de solidariedade fundada por Suu Kyi e tem sido seu aliado e braço direito desde os anos 90, conta a Reuters.

Htin Kyaw obteve 360 votos de um total de 652. 

O Myanmar, ex-Birmânia, esteve sob ditadura militar cinco décadas. Aos 70 anos, Suu Kyi é das políticas mais populares no país, filha de um herói que lutou pela independência, mas também ela rosto da luta pela democracia durante anos, que, aliás, a votou ao exílio.



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI