Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Negócios na indústria aumentam 3,8% em Maio

O volume de negócios na indústria aumentou 3,8% em Maio face ao mês anterior e 5,8% em relação ao período homólogo, «influenciado pelo dinamismo apresentado nas vendas para os mercados interno e externo», revelou hoje o Instituto Nacional de Estatística (

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 05 de Julho de 2004 às 11:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O volume de negócios na indústria aumentou 3,8% em Maio face ao mês anterior e 5,8% em relação ao período homólogo, «influenciado pelo dinamismo apresentado nas vendas para os mercados interno e externo», revelou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo a mesma fonte, a variação positiva de 5,8%, em termos homólogos, foi «mais intensa do que a observada no mês anterior», de 4,6% e este comportamento positivo do índice «foi generalizado a todos os agrupamentos com especial destaque para os de «Bens de Investimento» e de «Energia».

Por sub-secções, as de «Indústrias extractivas, com excepção da extracção de produtos energéticos», com 21,7%, e de «Fabricação de coque, produtos petrolíferos refinados e combustível nuclear», com 25,7%, «foram as que apresentaram as variações homólogas mais significativas».

No que diz respeito ao mercado nacional, aumentou 4,3% em relação ao mês anterior e 5,9% face ao período homólogo. Face a Maio de 2003, os agrupamentos de «Bens de Investimento» e «Energia», com aumentos de 14,2% e 15,1%, respectivamente, «foram os que registaram variações mais acentuadas».

As sub-secções de «Fabricação de coque, produtos petrolíferos refinados e combustível nuclear», com 15,1%, e de «Fabricação de equipamento eléctrico e de óptica», com 25,2%, «foram as que mais influenciaram o comportamento em termos homólogos do índice geral do volume de negócios para o mercado nacional», explicou o INE.

Em relação ao mercado externo, o volume de negócios aumentou 3% face a Abril e 5,8% em termos homólogos. Nestes termos, as variações positivas do volume de negócios para este mercado «ocorreram na generalidade dos grandes agrupamentos industriais, com destaque para o agrupamento de «Energia», especialmente para as exportações de petróleo para o mercado extra comunitário».

Outras Notícias