Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Novo atentado na Turquia

A Anatolia refere que o ataque contra a esquadra de Midyat foi organizado por "terroristas", numa referência a militantes do PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão), ilegalizado pelo regime turco.

Reuters
Lusa 08 de Junho de 2016 às 10:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A explosão de um carro armadilhado destruiu parcialmente hoje uma esquadra de polícia em Midyat, região curda do sudeste da Turquia, ferindo várias pessoas, informou a agência de notícias turca Anatolia.

 

O ataque surge um dia depois de um atentado bombista em Istambul que matou 11 pessoas.

 

A Anatolia refere que o ataque contra a esquadra de Midyat foi organizado por "terroristas", numa referência a militantes do PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão), ilegalizado pelo regime turco.

 

Várias pessoas ficaram feridas na explosão e a estação de televisão privada turca NTV reportou que várias ambulâncias foram enviadas para o local.

 

Os rebeldes curdos e as forças governamentais retomaram os confrontos no ano passado, pondo fim a um cessar-fogo em vigor desde 2013, na sequência de negociações secretas entre o líder do PKK, Abdullah Ocalan, e o Estado turco.

 

Ancara tem levado a cabo uma intensa ofensiva contra o PKK - listado como grupo terrorista pelo Estado turco e pelos seus aliados ocidentais - conduzindo "operações de limpeza" em várias cidades do sudeste turco.

 

Vários grupos activistas acusam as forças governamentais pela destruição de centros urbanos e pela morte de civis. O Governo considera que estas operações são essenciais para a segurança pública e culpa o PKK pelos estragos.

 

Mais de 40 mil pessoas morreram desde que o PKK decidiu iniciar uma luta armada, em 1984, pela constituição de um Estado curdo independente. Desde então, o grupo tem diminuído as suas exigências, que agora passam por "maior autonomia" e maiores "direitos culturais".

 

Ver comentários
Saber mais Turquia Istambul Anatolia PKK Ancara
Outras Notícias