Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Número de milionários aumentou 6,5% em 2005

O número de milionários em todo o Mundo aumentou 6,5% no ano passado, essencialmente devido ao forte aumento do número de pessoas afortunadas fora dos Estados Unidos e da Europa, segundo relatório divulgado hoje pela Capgemini e pela Merrill Lynch.

Negócios com Bloomberg 20 de Junho de 2006 às 18:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O número de milionários em todo o Mundo aumentou 6,5% no ano passado, essencialmente devido ao forte aumento do número de pessoas afortunadas fora dos Estados Unidos e da Europa, segundo relatório divulgado hoje pela Capgemini e pela Merrill Lynch.

O número de pessoas que possuem mais de 1 milhão de dólares (794 mil euros) em activos para investir cresceu para os 8,7 milhões no ano passado e a riqueza deste grupo aumentou em 8,5% para um total de 33,3 biliões de dólares (26,44 biliões de euros).

O número de milionários da região da Ásia-Pacífico cresceu em 7,3%, para 2,4 milhões de pessoas, superando o aumento verificado na América do Norte e na Europa.

A África, o Oriente Médio e a América Latina, onde existem cerca de 700 mil milionários, verificou-se um crescimento de cerca de 10%, cada, beneficiando do facto dos preços do petróleo terem mais do que duplicado de valor nos últimos dois anos e das fortes valorizações das bolsas dos mercados emergentes, que registam ganhos há três anos.

Na América do Norte, o número de milionários aumentou em 6,9% durante 2005, passando para 2,9 milhões de pessoas, enquanto que na Europa o número de ricos aumentou em 4,5%, para 2,8 milhões de pessoas.

«Os activos das pessoas ricas continuam a crescer a um ritmo significativamente mais acelerado do que o Produto Interno Bruto (PIB) dos países», afirmou Eva Castillo, chefe da divisão de clientes privados da Merrill Lynch, em declarações citadas pela Bloomberg.

A riqueza dos milionários deverá aumentar ainda mais, segundo o estudo, embora deva registrar um ritmo de crescimento inferior ao actual. O relatório, que não incluiu o valor das residências pessoais, prevê que os activos mundiais crescerão ao ritmo de 6% ao ano, durante os próximos cinco anos, alcançando 44,6 biliões de dólares (35,4 biliões de euros) até 2010.

Outras Notícias