Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Número de unidades comerciais de dimensão relevante aumenta 6,9% em 2001

O número de unidades comerciais de dimensão relevante (UCDR) em Portugal Continental aumentou 6,9%, em 2001, tendo ocorrido um acréscimo das áreas de exposição e de venda total, divulgou hoje o INE.

Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 12 de Dezembro de 2002 às 11:04
  • Partilhar artigo
  • ...
O número de unidades comerciais de dimensão relevante (UCDR) em Portugal Continental aumentou 6,9%, em 2001, tendo ocorrido um acréscimo das áreas de exposição e de venda total, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

No período em análise, a área de exposição das UCDRs aumentou em 5,6%, enquanto a área de venda total subiu 3,2%.

No conjunto das UCDRs, o comércio alimentar e misto são os que têm mais peso, representando 68,7% do total.

A região de Lisboa e Vale do Tejo é a que concentra mais UCDRs, representando 44,2% do total de Portugal Continental, segundo a mesma fonte.

O INE revelou ainda quer «do volume de vendas realizado no conjunto destes estabelecimentos, 66,5% resultou da comercialização de produtos alimentares, bebidas e tabaco, 11,4% da venda de produtos farmacêuticos, médicos, cosméticos e de higiene, 4,0% de produtos têxteis, vestuário, calçado e artigos de couro e 8,6% de produtos para a casa e para o lar, situação muito próxima da registada no ano anterior».

A região Norte foi aquela onde, em termos médios por estabelecimento, o volume de vendas atingiu valores mais elevados, 25,9 milhões de euros. Por sua vez, em Lisboa e Vale do Tejo o volume de vendas médio ascendeu a 21,7 milhões de euros. No conjunto das regiões do Alentejo e do Algarve, as receitas assumiram o valor mais baixo de Portugal Continental, com 10,7 milhões de euros, enquanto na região Centro este indicador foi de 14,4 milhões de euros.

Outras Notícias