Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Nuvem de cinzas está a diminuir mas a dirigir-se para o Canadá

A área atmosférica abrangida pela nuvem de cinzas emanadas por um vulcão da Islândia está a diminuir, embora esteja a dirigir-se para oeste, em direcção ao Canadá, segundo informações divulgadas hoje pelo Instituto de Meteorologia (IM).

Lusa 19 de Abril de 2010 às 08:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A área atmosférica abrangida pela nuvem de cinzas emanadas por um vulcão da Islândia está a diminuir, embora esteja a dirigir-se para oeste, em direcção ao Canadá, segundo informações divulgadas hoje pelo Instituto de Meteorologia (IM).

"Nota-se que a área abrangida está a diminuir e a deslocar-se para oeste. A última informação de que dispomos aponta para que a nuvem entre no espaço aéreo do Canadá, já no final do dia", declarou o meteorologista de serviço, Luís Serrano.

A erupção de um vulcão do glaciar Eyjafjallajokull, na passada quarta-feira, no sul da Islândia, originou uma nuvem de cinzas de grandes dimensões que provocou o encerramento de vários aeroportos do norte da Europa, criando perturbações no tráfego aéreo já consideradas mais graves do que as que se registaram na sequência dos atentados terroristas de 11 de Setembro de 2001.

Em declarações à Lusa, este especialista do IM assegurou que a nuvem de cinzas "não irá afetar" o território nacional de forma directa, recusando adiantar qualquer previsão quanto à sua dissipação.

"É muito difícil fazer uma previsão dessas. É preciso ter em conta a intensidade do vento e outro parâmetros", explicou Luís Serrano, acrescentando que toda a actividade de monitorização está a ser feita em Londres, pelo Centro Consultivo de Cinzas Vulcânicas.

De acordo com a última actualização do "site" do IM, a pluma de cinzas continua a afectar "a rota de alguns aviões, provocando problemas em muitos aeroportos".

"Até às 00:00 UTC - 01:00 local no continente e na Madeira - do dia 20 de Abril, não se prevê que a nuvem de cinzas vulcânicas atinja as regiões de Informação de Voo da responsabilidade de Portugal", segundo o mais recente comunicado do IM.

Entretanto, a nuvem de cinzas poderá chegar ao espaço aéreo da península coreana já na terça feira, segundo informações da administração nacional meteorológica da Coreia do Sul, uma informação não confirmada pelo IM.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias