Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

O ano da reeleição de Barroso?

Há dois grandes acontecimentos que prometem marcar o ano político europeu e, do resultado de ambos, muito dependerá a continuidade de Durão Barroso à frente da Comissão Europeia: as eleições de Junho para o Parlamento Europeu, onde é grande a probabilidade de reforço dos grupos extremistas e eurocépticos, e o veredicto dos irlandeses, na segunda "chamada" à ratificação do Tratado de Lisboa, que terá lugar no Outono.

Eva Gaspar egaspar@negocios.pt 29 de Dezembro de 2008 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Há dois grandes acontecimentos que prometem marcar o ano político europeu e, do resultado de ambos, muito dependerá a continuidade de Durão Barroso à frente da Comissão Europeia: as eleições de Junho para o Parlamento Europeu, onde é grande a probabilidade de reforço dos grupos extremistas e eurocépticos, e o veredicto dos irlandeses, na segunda "chamada" à ratificação do Tratado de Lisboa, que terá lugar no Outono.

Não obstante as incógnitas - ou talvez por causa delas - o ex-primeiro-ministro português parece hoje fazer uma corrida solitária à sua própria sucessão, quando há quatro anos surgiu como o último coelho de uma cartola aparentemente esgotada. O que não é necessariamente bom presságio. Como os espargos prematuros, cuja cabeça é cortada para que os outros despontem com mais vigor, estará Barroso a caminho de uma meta que não lhe deixarão cortar?

logo_empresas
Ver comentários
Outras Notícias