Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

O dia num minuto: O escândalo da VW, o ataque à Apple, o lapso de Passos e a campanha vista à lupa

Foi o dia em Passos Coelho se equivocou no reembolso da dívida ao FMI, em que Costa insistiu no tema das Pensões, em que Alexis Tsipras tomou posse e em que a Moody’s deixou um alerta sobre o Novo Banco.

Miguel Baltazar/Negócios
Negócios negocios@negocios.pt 21 de Setembro de 2015 às 20:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

A gafe de Passos Coelho. O primeiro-ministro anunciou que iria avançar com um novo reembolso antecipado ao FMI, no valor de 5,4 mil milhões de euros, no dia 15 de Outubro. Foi um lapso, segundo confirmou uma fonte oficial do gabinete de Passos Coelho. O reembolso é de uma linha de obrigações, junto dos investidores no mercado, e já estava previsto desde que os títulos foram emitidos.

Costa diz que para cortar pensões é preciso mexer na Constituição. Será mesmo? "Ele [Passos Coelho] sabe que, para cortar 600 milhões de euros, precisa de uma revisão da Constituição, mas não vai ter acordo nenhum do PS", disse António Costa esta segunda-feira, em resposta a um idoso durante a campanha. O Negócios foi examinar esta declaração à lupa. Leia a conclusão.

Escândalo nos EUA afunda acções da Volkswagen. A construtora alemã admitiu durante o fim-de-semana ter vendido automóveis nos EUA com um software que iludia os consumos reais e os níveis de emissões poluentes dos testes oficiais. A Volkswagen, que veio pedir desculpa, enfrenta agora coimas que podem chegar aos 18 mil milhões de dólares. Os títulos da empresa chegaram a cair mais de 20% em bolsa.

Moddy’s pessimista sobre venda do Novo Banco. "Negativo" para o Novo Banco e "negativo" para o sistema financeiro português. A avaliação é feita pela Moody's em relação à decisão do Banco de Portugal de adiar a venda do Novo Banco. "O adiamento da venda e um persistente perfil de crédito fraco deverá afectar o interesse dos investidores no banco e deverá diminuir a probabilidade de o Banco de Portugal o vender a um preço satisfatório", assinala a agência de "rating" americana.

Hungria autoriza exército a disparar contra refugiados. O Parlamento húngaro aprovou esta segunda-feira uma nova legislação reforçando os poderes da polícia e do exército em relação aos migrantes. O exército e a polícia passam a poder, em certas circunstâncias, fazer disparos "não mortais".

Alexis Tsypras já tomou posse. O líder do Syriza foi empossado pelo presidente da República como primeiro-ministro da Grécia, depois da vitória folgada nas eleições de domingo, onde o partido conseguiu 35,5% dos votos, a larga distância da Nova Democracia. Antes da tomada de posse, Tsipras teve uma breve conversa com Angela Merkel. A Alemanha diz que quer colaborar de forma estreita com o novo governo. A composição do executivo deve ser conhecida esta terça-feira.

Bolsa de Lisboa segue ganhos da Europa. A vitória clara do Syriza nas eleições gregas, que permitiu ao partido de Alexis Tsipras renovar a maioria absoluta em coligação com os Gregos Independentes, ajudou à valorização das acções europeias, com o índice Stoxx600 a valorizar 0,9%. A praça portuguesa somou 1,2%, impulsionada pela Jerónimo Martins e o BPI. O sector da banca beneficiou da melhoria do "rating" de Portugal pela Standard & Poor’s.

Certificados do Tesouro ganham adeptos. Entraram 180 milhões de euros nos produtos de aforro do Estado em Agosto, dos quais 164 milhões nos Certificados do Tesouro Poupança Mais, sinal de que o retorno mais elevado desta opção face aos depósitos está a convencer os portugueses. Os restantes 16 milhões foram para os tradicionais certificados de aforro.

O ataque à Apple, o não da França ao Google e o apagão no Skype. A loja de aplicações da Apple foi alvo do primeiro ataque informático, confirmou a própria empresa. A França tornou-se ontem o primeiro país a avançar com uma acção contra a Google por não aplicar o direito ao esquecimento (possibilidade de os dados serem eliminados dos resultados da busca). Vários utilizadores do serviço de telefone e vídeo online Skype ficaram esta segunda-feira sem acesso ao programa e impedidos de fazer e receber chamadas. O Skype já pediu desculpa

Investir na rentrée. No Investidor Privado desta semana pode conhecer cinco apostas recomendadas pelos analistas para investir agora e os temas que vão marcar o rumo dos mercados. Neil Dwane, responsável pela política de investimento da Allianz Global Investors, explica em entrevista porque há oportunidades nas acções europeias.

Ver comentários
Saber mais Eleições Legislativas Pedro Passos Coelho FMI Dívida Coligação António Costa PS Pensões A campanha vista à lupa Volkswagen Moddy's Novo Banco Refugiados Hungria Alexis Tsypras Grécia Bolsa Certificados do Tesouro Apple Google Skype Investidor Privado Poupança O dia num minuto
Outras Notícias