Economia O dia num minuto: Os "swaps", um drone, lucros, dividendos e o ministro Lula

O dia num minuto: Os "swaps", um drone, lucros, dividendos e o ministro Lula

As empresas públicas vão recorrer a decisão dos "swaps" favorável ao Santander Totta. A Inspecção do Trabalho vai ter um drone para apanhar ilegais. A Jerónimo Martins expande-se na Colômbia. No Brasil, Lula pode vir a ser ministro.
O dia num minuto: Os "swaps", um drone, lucros, dividendos e o ministro Lula
Pedro Elias/Negócios
Negócios 15 de março de 2016 às 20:00

Empresas públicas recorrem da decisão dos "swaps". As empresas públicas portuguesas vão recorrer da decisão do Tribunal do Comércio de Londres, que determinou a validade dos contratos de "swap" vendidos pelo Santander Totta. A decisão foi anunciada esta terça-feira, em comunicado, pelo Ministério das Finanças, "No sumário da decisão proferida pelo referido tribunal, pode ler-se que ‘o tribunal encontrou argumentos atendíveis tanto do lado do banco, como do lado das empresas de transporte’. O tribunal acrescenta que ‘decidiu as questões jurídicas’ e que a decisão ‘permite que as partes prossigam com vista à resolução dos difíceis litígios existente entre as mesmas’", assinala o comunicado do gabinete de imprensa de Mário Centeno. Com base nos fundamentos da decisão, o Metro de Lisboa, a Carris, a Metro de Porto e a STCP apresentarão recurso da decisão.

Inspecção do Trabalho usa drone para detectar infracções. A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) comprou um drone que quer utilizar para detectar trabalhadores na agricultura e nas florestas. O objectivo é localizar as pessoas em áreas de grande dimensão e ajudar a identificar situações de trabalho não declarado, segundo explicou ao Negócios o Inspector-Geral, Pedro Pimenta Braz. "Em cem hectares, por exemplo, vamos à procura de cento e tal pessoas na apanha da azeitona, para detectar trabalho não declarado na agricultura e nas florestas", acrescentou. "O aparelho permite detectar onde estão as pessoas. Permite-nos optimizar os recursos que temos, poupa-nos tempo", explicou.

Ministro do Ambiente vai ter subsídio de alojamento. João Matos Fernandes é o único ministro do actual Governo que irá receber o subsídio de alojamento por ter residência a mais de 150 quilómetros de Lisboa. O titular da pasta do Ambiente é natural de Águeda, mas tem exercido cargos de gestão e de docência no Porto. A autorização dada pelo primeiro-ministro para que este responsável receba subsídio de alojamento está esta terça-feira em Diário da República. Os membros do Governo que não tenham residência permanente na cidade de Lisboa ou em área circundante de 150 quilómetros têm direito, de acordo com a lei, a subsídio de alojamento ou habitação por conta do Estado, a partir da data da tomada de posse. O subsídio diário é de cerca de 25 euros. Nos meses com 30 dias, o total é de 753 euros.

Galp distribui dividendo de 0,41 euros.Galp Energia anunciou esta terça-feira que vai distribuir um dividendo de 0,41 euros referente aos resultados do exercício de 2015, o que representa um crescimento de 20% face ao dividendo distribuído no ano anterior. A empresa adiantou, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), que a política de crescimento anual de 20% do dividendo termina em 2017 e que no próximo ano pretende distribuir um dividendo de 0,50 euros por acção aos seus accionistas. A Galp terminou o exercício de 2015 com lucros ajustados de 639 milhões de euros, mais 71,5% que no ano anterior.

Lucros dos CTT caem 6,6%. Os CTT fecharam 2015 com lucros de 72,1 milhões de euros, um valor que representa uma queda de 6,6% face ao ano anterior, informou esta terça-feira a empresa em comunicado emitido à CMVM. Este resultado foi influenciado por gastos não recorrentes de 9,8 milhões de euros, dos quais 6,4 milhões relacionados com o Banco CTT, o qual abrirá portas ao púbico esta sexta-feira.

Altice já cortou 120 milhões no Meo. A Altice reduziu os custos operacionais da dona do Meo em 120 milhões de euros desde que assumiu a liderança da operadora, a 2 de Junho de 2015, de acordo com o relatório e contas de 2015 divulgado esta terça-feira pelo grupo francês. O ano passado, a PT Portugal registou poupanças de 13 milhões de euros no serviço aos clientes, de 25 milhões na área de vendas e marketing. Na rubrica de pessoal houve uma redução 29 milhões de euros e na de despesas gerais e administrativas de 11 milhões. O objectivo final da Altice é conseguir poupanças de 200 milhões de euros.

Jerónimo Martins planeia ter mil lojas na Colômbia. A Jerónimo Martins planeia ter mais de mil lojas na Colômbia até 2020, disse esta terça-feira, 15 de Março, Pedro Soares dos Santos, presidente do grupo  em Barranquilha, na Colômbia. O grupo, que abriu a 13 de Março de 2013 a sua primeira loja em território colombiano, da marca Ara, prevê investir mais 500 a 600 milhões de euros ate 2020 para materializar este objectivo e alargar a sua presença a cinco regiões do país. A Ara fechou 2015 com vendas de 122,5 milhões de euros, 101 lojas abertas, e 1.700 empregados.

Operação anti-terrorista em Bruxelas faz três feridos. Pelo menos três agentes da polícia foram feridos esta terça-feira, 15 de Março, na comuna belga de Forest (uma das 19 da região de Bruxelas, capital belga), onde decorrem operações conjuntas de forças francesas e belgas contra alegados suspeitos de envolvimento nos atentados terroristas de 13 Novembro passado em Paris. Segundo a imprensa belga, os polícias foram alvo de disparos de armamento pesado a partir de uma casa que deveria ser revistada pelas autoridades. Um dos atiradores terá sido entretanto neutralizado, adiantou a cadeia de televisão VRT. Os ataques de 13 de Novembro em Paris mataram 130 pessoas e deixaram 352 feridos. 

Lula a caminho de ser ministro. Os jornais brasileiros estão a dar como certo que Lula da Silva vai aceitar ser ministro de Dilma Rousseff. O ex-presidente poderá vir a ocupar um lugar o que a Veja diz poder ser um "superministério" criado para si. Um ministério que ficaria com uma forte componente política, numa pasta com ligação directa ao Congresso e aos movimentos sociais. Lula da Silva viu-se envolvido nas investigações da operação Lava Jato e mais recentemente foi requerida a sua prisão preventiva, por alegado branqueamento de capitais e prestação de informações falsas ao Fisco por ser dono de um apartamento que não declarou. Depois desse pedido de prisão preventiva, os jornais brasileiros começaram a noticiar a possibilidade de Lula da Silva entrar para o governo de Dilma, já que, também com essa entrada, ficaria mais protegido da alçada judicial, no que na lei brasileira se designa de foro privilegiado.

 





pub

Marketing Automation certified by E-GOI