Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

O dia num minuto: Terrorista apanhado, Lula volta a ser ministro e o acordo UE-Turquia

Polícia capturou suspeito dos ataques terroristas a Paris. Um dia depois, Lula da Silva voltou a ser ministro. A União Europeia e a Turquia chegaram a um acordo sobre os refugiados.

Reuters
Negócios jng@negocios.pt 18 de Março de 2016 às 20:00
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

Suspeito dos ataques a Paris foi capturado. Salah Abdeslam, o cidadão belga de origem franco-marroquina que se suspeita ter participado e estado por detrás dos atentados de 13 de Novembro em Paris, foi detido pela polícia numa operação levada a cabo em Molenbeek, arredores da cidade de Bruxelas. A detenção de Abdeslam, 26 anos, confirmada pela procuradoria belga, foi avançada primeiro por meios locais, como a televisão RTBF, que referem que foi ferido numa perna durante a operação policial. Fontes policiais já tinham indicado a mesma informação à agência France Presse. 

Lula volta a ser ministro. O ex-Presidente brasileiro, Lula da Silva, que viu a sua posse como ministro da Casa Civil de Dilma Rousseff ser suspensa por duas acções populares em tribunal, voltou esta sexta-feira a assumir o cargo, depois de a única suspensão que ainda se mantinha ter sido revogada pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região, do Rio de Janeiro. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, como não existe até ao momento mais nenhuma decisão judicial que impeça a posse, Lula da Silva volta a ser ministro de facto, ficando com foro privilegiado perante a justiça numa altura em que se adensavam os casos judiciais em que o seu nome vinha sendo envolvido.

S&P mantém "rating" e perspectiva de Portugal. A Standard & Poor’s (S&P) manteve o "rating" da dívida soberana de longo prazo de Portugal em BB+, que é o primeiro nível do chamado "lixo" (investimento especulativo). Ou seja, continua a um nível de regressar à categoria de investimento de qualidade. Quanto à perspectiva para a evolução futura do "rating" de Portugal, também ficou inalterada, permanecendo "estável". A S&P refere, no seu relatório, que espera que a retoma económica em Portugal seja moderada em 2016, após dois anos de crescimento. "Estimamos que o sólido desempenho de Portugal ao nível das exportações em 2015 não deverá prosseguir no mesmo ritmo, dadas as incertezas em torno do panorama económico mundial desde o início de 2016", destaca o documento.

Montepio regista prejuízos. A Caixa Económica Montepio Geral, que pertence ao Montepio Geral - Associação Mutualista, apresentou resultados líquidos negativos de 243 milhões de euros no ano passado. O prejuízo reportado em 2015 representa um agravamento face às perdas de 187 milhões de euros no ano anterior. Em paralelo, a associação mutualista anunciou que vai subscrever na íntegra um aumento de capital de 300 milhões de euros na caixa económica. 

Morreu o ex-número dois de Merkel. Guido Westerwelle, antigo ministro dos Negócios Estrangeiros alemão e ex-vice-chanceler do Governo de Angela Merkel entre 2009 e 2011, morreu aos 54 anos. A notícia foi dada pela fundação com o seu nome, na rede social Facebook, que acrescenta que o político morreu no hospital universitário de Colónia, onde estava internado para tratamento de uma leucemia. Guido Westerwelle foi líder do liberal FDP (Freie Demokratische Partei, Partido Democrático Livre na tradução para português) entre 2009 e 2011, tendo entrado no partido em 1980. 

Benfica defronta Bayern. O Benfica, único representante português na Liga dos Campeões, vai defrontar o Bayern de Munique nos quartos-de-final da prova. A primeira mão da eliminatória vai ser disputada no estádio do Bayern a 5 ou 6 de Abril. O segundo jogo será no Estádio da Luz a 12 ou 13 de Abril. O sorteio realizado na Suíça, ditou ainda os seguintes jogos: Real Madrid-Wolfsburg, Paris Saint Germain-Macnester City e Barcelona-Atlético de Madrid. Já nos quartos-de-final da Liga Europa, o sorteio ditou em confronto entre o Braga e os ucranianos do Shakhtar Donetsk. A primeira mão realiza-se a 7 de Abril, em Braga, e a segunda a 14, na Ucrânia.

 

Acordo sobre refugiados. A União Europeia chegou a acordo com a Turquia relativamente aos refugiados, anunciou o primeiro-ministro finlandês, Juha Sipilä, através do Twitter. Também o primeiro-ministro checo, Bohuslav Sbotka, escreveu nesta rede social que "o acordo com a Turquia foi aprovado". "A partir do dia 20 de Março, todos os migrantes ilegais que cheguem à Grécia a partir da Turquia serão enviados de volta", acrescentou.





Ver comentários
Saber mais Montepio terrorismo Paris Benfica Braga Brasil Lula da Silva Dilma Rousseff rating Standard & Poors Guido Westerwelle Alemanha
Outras Notícias