Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

O erro dos Mello foi ter proposto António Mexia para CEO para a Galp

António Nogueira Leite fala, pela primeira vez, do que considera ter sido o erro que levou o Grupo Mello a perder a corrida para comprar parte da Galp, antes da OPV: propor António Mexia para CEO. "Isso não foi bem visto no ministério da tutela", então liderado por Álvaro Barreto, no Governo de Durão Barroso.

Anabela Mota Ribeiro 01 de Abril de 2010 às 11:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
António Nogueira Leite fala, pela primeira vez, do que considera ter sido o erro que levou o Grupo Mello a perder a corrida para comprar parte da Galp, antes da OPV: propor António Mexia para CEO. “Isso não foi bem visto no ministério da tutela”, então liderado por Álvaro Barreto, no Governo de Durão Barroso.

Na altura, finais de 2004 e início de 2005, dois consórcios disputavam a venda de um terço do capital da Galp, empresa que então ainda não estava dispersa em Bolsa: a Petrocer (que integrava a Unicer, o BPI e os grupos Violas e Arsopi) e o Grupo José de Mello. O júri atribuiu a vitória à Petrocer, sob protesto do Grupo Mello. O negócio acabou por nunca se concretizar.

Na altura, António Nogueira Leite estava envolvido directamente nas negociações, pelo Grupo Mello. Agora, revela em entrevista ao Negócios: “O erro que cometemos foi ter dito que estaríamos dispostos a ter o António Mexia como CEO da GALP. Isso não foi bem visto no ministério da tutela. Posso estar a ser injusto, mas a informação que tenho hoje é a de que isso marcou muito as hipóteses de sucesso.”

Leia a Grande Entrevista de Nogueira Leite ao Negócios hoje nas bancas.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias