Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Obama considera que outros candidatos talvez fossem "mais merecedores" (act)

O presidente dos EUA, distinguido com um Nobel da Paz, afirmou hoje em Oslo, que outros candidatos talvez fossem "mais merecedores". Quanto à data para o início da retirada das forças norte-americanas do Afeganistão, Barack Obama considera que não "há nenhuma ambiguidade". Veja aqui o vídeo.

Negócios com Lusa 10 de Dezembro de 2009 às 11:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O presidente dos Estados Unidos, distinguido com um Nobel da Paz que muitos consideraram prematuro, afirmou hoje em Oslo, citado pela agência Lusa, que outros candidatos talvez fossem "mais merecedores". Quanto à data para o início da retirada das forças norte-americanas do Afeganistão, Barack Obama considera que não “há nenhuma ambiguidade”.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, recebe hoje em Oslo o Prémio Nobel da Paz , tendo reduzido ao estritamente necessário a participação nas cerimónias oficiais de entrega do prémio e renunciado ao pequeno-almoço com o rei da Noruega, a uma conferência de imprensa, ao banquete oficial e a assistir ao concerto Nobel.

Numa resposta aos que consideraram a distinção com o Nobel da Paz prematura, Obama afirmou que outros candidatos talvez fossem "mais merecedores". "Não duvido de que há outros que eram talvez mais merecedores", disse.

Barack Obama afirmou que a retirada vai começar em Julho de 2011, ainda que o seu ritmo e os pormenores do movimento dependam das condições na altura.

O presidente norte-americano afirmou o seu compromisso para com o calendário decidido e disse que, à medida que a transição evoluir, as forças norte-americanas vão ajudar a treinar os afegãos para que estes possam proteger a população e limitar a capacidade de agressão dos talibãs.

Esta tratou-se de uma conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro norueguês, Jens Stoltenberg, antes da cerimónia de entrega do Prémio Nobel.

Mais de metade dos noruegueses consideraram indelicada a decisão de Barack Obama de encurtar consideravelmente a participação no programa oficial da entrega do prémio Nobel da Paz, indica uma sondagem publicada quarta-feira.

Para o chefe do governo norueguês, no entanto, este Nobel da Paz "é bem merecido e importante": "Não encontro outra pessoa que tenha feito mais pela paz ao longo do ano passado", disse.

Obama vai receber o Nobel da Paz nove dias depois de ter decidido intensificar as operações militares no Afeganistão com o envio de mais 30 mil soldados.



Ver comentários
Outras Notícias