Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Occupy convidado a entrar em Davos

Em vez de tendas, os manifestantes que lutam por um mundo menos desigual ocupam agora iglos. Hoje tentaram entrar na estância de ski suíça. Tiveram de voltar para trás. Mas o presidente do Fórum Económico Mundial está disponível para recebê-los. Vão os 99% juntar-se aos restantes 1%?

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 27 de Janeiro de 2012 às 17:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
O “Occupy” não está só por Londres, Nova Iorque nem nas grandes capitais. Esta semana chegou a Davos. É pela estância suíça que estão os líderes da política e da economia global. Logo, é pela estância suíça que os protestos contra a desigualdade económica se concentram. Mas há uma diferença. Em vez de tendas, há iglos.

Consigo, os manifestantes trazem o combate contra a desigualdade social. São os 99% de desfavorecidos que estão fora da estância. Contra os CEO, primeiros-ministros, presidentes, líderes de opinião – o 1% de população mundial que se encontra no Fórum Económico Mundial, a discutir o futuro - e a viabilidade - da economia global.

Na localidade suíça estão dezenas de activistas. Hoje, tentaram contornar a segurança na estância de ski de Davos para debaterem com o restante 1%. Não conseguiram. Tiveram de recuar.

Na página de Internet “Occupy WEF” – World Economic Fórum, o grupo alicia, desde 21 de Janeiro, quem quiser a "levantar-se contra o WEF e o 1% que está a definir as regras de uma economia global injusta".

A Bloomberg escreve hoje um artigo a salientar que também há CEOs preocupados com as desigualdades sociais. Mas, outros acusam, não será só para as câmaras de televisão?

“Eu não penso que estas pessoas sejam genuinamente boas ou más. Mas esta não é a solução. Devemos dar poder às pessoas e não torná-las dependentes da filantropia”, declarou à Reuters o activista Laurent Moeri.

O presidente do Fórum Económico Mundial, Klaus Schwab, convidou representantes do movimento “Occupy” a encontrá-lo em pessoa. Tema? As preocupações dos manifestantes. Segundo a “Associated Press”, o encontro está marcado para amanhã, sábado. O Occupy WEF está a ponderar ainda a resposta ao convite.

Ver comentários
Saber mais Occupy Davos Klaus Schwab Fórum Económico Mundial WEF World Economic Forum
Outras Notícias