Conjuntura OCDE: Abrandamento da economia portuguesa agrava-se em Abril

OCDE: Abrandamento da economia portuguesa agrava-se em Abril

Indicador da OCDE para a economia nacional prevê uma intensificação da travagem do PIB em Abril. Desde Janeiro que Portugal está abaixo dos 100 pontos, o limiar entre a aceleração e a desaceleração.
Tiago Varzim 13 de junho de 2018 às 13:17
No arranque deste ano, a evolução do PIB desiludiu face às expectativas. O segundo trimestre, pelo menos o seu início, não está a ser muito diferente: segundo o indicador compósito avançado da OCDE, que antecipa viragens de ciclo económico, voltou a diminuir em Abril em Portugal.

Há quatro meses que a economia portuguesa está abaixo dos 100 pontos, ou seja, um período de abrandamento económico. Dezembro de 2017 foi o último mês em que a economia portuguesa esteve acima dos 100 pontos no índice compósito calculado pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE).

O indicador foi caindo gradualmente no primeiro trimestre de 2018, atingindo em Abril os 99.76 pontos, segundo os dados divulgados esta quarta-feira pela OCDE. Este é o valor mais baixo desde Agosto de 2013, o pior ano da crise em Portugal. 

A evolução de mês para mês também confirma a desaceleração: o indicador para Portugal caiu 0,06%. Mas é na comparação homóloga, com Abril de 2017, que o abrandamento é mais visível. Nessa óptica, o indicador para a economia portuguesa tropeçou 0,6%, o que indica claramente uma travagem no crescimento do PIB. 

Esta mesma desaceleração já tinha sido antecipada pelo Banco de Portugal no indicador coincidente mensal para a actividade económica que está há oito meses em queda. O indicador, que mede o pulso da economia a cada momento, previu uma nova travagem da actividade económica em Abril. Está em mínimos de Outubro de 2016.

Há duas semanas, no Economic Outlook de Maio, a OCDE decidiu rever em baixa a previsão do crescimento económico de Portugal para 2018 de 2,3% para 2,2%, a mesma variação prevista pelo Governo. Também o FMI reviu em baixa o crescimento económico de 2018 em Portugal de 2,4% para 2,3%.



pub