Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

OCDE: "Bancos austríacos necessitam de plano claro para aumentarem capital"

Os bancos austríacos necessitam de um plano "claro" para aumentarem o seu capital, dadas as regras estritas que estão a ser introduzidas e o reembolso que têm de efectuar da ajuda que receberam do Estado. Quem aconselha é a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

Andreia Major amajor@negocios.pt 11 de Julho de 2011 às 15:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
“Seria aconselhável exigir aos maiores grupos de bancos que apresentassem uma estratégia clara, a médio prazo, de fortalecimento de capital, incluindo um reembolso gradual do capital ao governo”, declarou a OCDE no seu relatório bienal.

Os bancos austríacos também precisam de “estratégias claras de saída” da ajuda do Estado para “ganharem a confiança do mercado”, acrescentou a OCDE.

O reembolso dos 7,5 mil milhões de euros da ajuda do Estado e o ajustamento aos novos requisitos conduzem à necessidade dos bancos austríacos de injectarem capital adicional, de 15 a 18 mil milhões de euros, até 2020, disse a OCDE a citar um estudo do Banco Central da Áustria.

Os bancos austríacos, que incluem o UniCredit, o Bank Áustria AG, o Erste Group Bank AG e o Raiffeisen Bank International AG, “continuam a ter um capital abaixo da média proporcionalmente”, revela o relatório.

O Raiffeinsen, terceiro maior banco do país, poderá ter um défice de até 4,5 mil milhões de euros no final de 2012, de acordo com os analistas da Bruyette & Woods, citados pela Bloomberg.
Ver comentários
Saber mais bancos austríacos OCDE
Outras Notícias