Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Os “buracos” de Lisboa onde a Europa pode tropeçar

Tal como o asfalto das ruas da capital portuguesa, também o Tratado de Lisboa apresenta "buracos" que prometem gerar dores de cabeça quando, em 2009, se começarem a levar à prática as mudanças agora acordadas.

Negócios 13 de Dezembro de 2007 às 00:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Tal como o asfalto das ruas da capital portuguesa, também o Tratado de Lisboa apresenta "buracos" que prometem gerar dores de cabeça quando, em 2009, se começarem a levar à prática as mudanças agora acordadas.

A "pax institutionalis" prometida pelo Tratado de Lisboa pode ser mais curta do que se pensa, e há já quem esteja a coçar a cabeça à procura de soluções para os vazios deixados nas entrelinhas do novo texto. É o caso de Igor Sencar, embaixador junto da UE da Eslovénia (país que em 2008 sucede a Portugal na presidência europeia), que calcula existirem "mais de 40 disposições" a necessitar de clarificação antes de o Tratado entrar em vigor, previsivelmente em 2009.

A criação do cargo de presidente permanente do Conselho Europeu, em substituição das presidências semestrais rotativas, é a grande inovação do Tratado de Lisboa, e consequentemente, a envolta na neblina mais densa.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias