Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Parlamento Europeu aprova Durão Barroso

  O Parlamento Europeu confirmou hoje o antigo primeiro-ministro português como futuro presidente da Comissão Europeia. Durão Barroso recebeu 413 votos a favor e 251 contra.

Negócios 22 de Julho de 2004 às 12:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Parlamento Europeu confirmou hoje o antigo primeiro-ministro português como futuro presidente da Comissão Europeia. Durão Barroso recebeu 413 votos a favor, 251 contra e 44 abstenções.

Durão Barroso terá agora de formar a sua equipa de 24 comissários, e antes de tomar posse a 1 de Novembro, voltará a ter de se submeter a um novo voto de aprovação colectivo, já com a sua Comissão completa, junto do Parlamento Europeu.

O sucessor de Romano Prodi à frente do Executivo comunitário garantiu nos últimos dias que será um presidente capaz de dizer «não» aos grandes países para defender o que considere ser o interesse comum europeu. 

Nesse contexto, recusou a pretensão da França, Alemanha e do Reino Unido de criar «super-comissários», designadamente na área das Finanças e da Economia – cargo para o qual Berlim havia já sugerido Gunter Verheugen, actual comissário do Alargamento.

«Na minha Comissão não quero ter um, mas 24 "super-comissários"», repetiu hoje perante os eurodeputados em Estrasburgo, pouco antes da hora da votação. 

Durão Barroso promete ainda fazer frente à pressão dos países que mais contribuem para os Orçamentos de Bruxelas, que querem reduzir para 1% do Rendimento Nacional Bruto da União Europeia o montante máximo das despesas comunitárias.

O futuro presidente da Comissão argumenta que «não é possível querer mais Europa e melhor Europa com menos dinheiro» e que, nesse sentido, vai defender as linhas-base da proposta feita pela Comissão Prodi: ou seja, vai querer que o limite máximo das despesas se mantenha no equivalente a 1,24% do RNB, ainda as despesas efectivas possam ficar limitadas em 1,14%.

Outras Notícias