Política Partidos planeiam gastar 7,4 milhões na campanha

Partidos planeiam gastar 7,4 milhões na campanha

Os socialistas são os que planeiam gastar mais nesta campanha, enquanto o Bloco e o PAN são os que mais aumentaram os orçamentos. O PSD é o que prevê as maiores poupanças.
Partidos planeiam gastar 7,4 milhões na campanha
O PS terá a campanha mais cara.
José Pereira
Negócios 27 de agosto de 2019 às 09:33
A Entidade das Contas e Financiamentos Políticos (ECFP) já recebeu os orçamentos com as despesas previstas para a campanha das eleições legislativas, que decorrem em outubro. Ao todo, os partidos com assento parlamentar preveem gastar 7,4 milhões de euros nas campanhas, o que representa uma quebra face aos 7,7 milhões que estavam orçamentados para as últimas eleições, em 2015.

Os números são avançados, esta terça-feira, 27 de agosto, pelo Diário de Notícias, que dá conta de que o PS é o partido com o maior orçamento: 2,4 milhões de euros, valor que, ainda assim, está abaixo dos quase 2,6 milhões orçamentados em 2015. Nesse ano, o valor que acabou efetivamente por ser gasto pelos socialistas durante a campanha foi 3,2 milhões de euros, mais 24,5% do que o orçamentado.

O PSD apresenta o segundo maior orçamento, mas é também aquele que mais reduz o orçamento em relação às últimas eleições. Este ano, contam gastar pouco mais de 2 milhões na campanha, quando o orçamento de 2015 foi fixado em 2,3 milhões. O montante que acabou por ser investido por de 3,6 milhões, a maior discrepância entre o orçamentado e o gasto que foi registada entre os partidos.

Já o Bloco de Esquerda e o PAN são aqueles que registam a maior subida do orçamento, mas mantêm-se entre os que gastam menos. Os bloquistas planeiam gastar 980 mil euros, quando, em 2015, orçamentaram 598 mil e gastaram 839 mil. O PAN prevê gastar 138 mil euros, contra os 30 mil que foram orçamentados em 2015, campanha em que acabou por gastar 32 mil euros.

O CDS e a CDU, por seu lado, também reduzem os orçamentos. Os democratas cristãos, que a par do PSD foram os que se desviaram mais do orçamento em 2015, planeiam gastar, este ano, 700 mil euros, contra os 719 mil que orçamentaram na última campanha e o gasto acima de 1 milhão que acabaram por registar.

Os comunistas orçamentaram 1,2 milhões, menos do que o orçamento de 1,5 milhões de 2015. Nesse ano, a CDU foi a única a gastar menos do que tinha orçamentado: ao todo, acabou por registar um gasto de 1,4 milhões.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI