Em direto Negócios Iniciativas

Assista ao Webinar Prémio Nacional de Agricultura

Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Partidos planeiam gastar 7,4 milhões na campanha

Os socialistas são os que planeiam gastar mais nesta campanha, enquanto o Bloco e o PAN são os que mais aumentaram os orçamentos. O PSD é o que prevê as maiores poupanças.

O PS terá a campanha mais cara. José Pereira
Negócios jng@negocios.pt 27 de Agosto de 2019 às 09:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
A Entidade das Contas e Financiamentos Políticos (ECFP) já recebeu os orçamentos com as despesas previstas para a campanha das eleições legislativas, que decorrem em outubro. Ao todo, os partidos com assento parlamentar preveem gastar 7,4 milhões de euros nas campanhas, o que representa uma quebra face aos 7,7 milhões que estavam orçamentados para as últimas eleições, em 2015.

Os números são avançados, esta terça-feira, 27 de agosto, pelo Diário de Notícias, que dá conta de que o PS é o partido com o maior orçamento: 2,4 milhões de euros, valor que, ainda assim, está abaixo dos quase 2,6 milhões orçamentados em 2015. Nesse ano, o valor que acabou efetivamente por ser gasto pelos socialistas durante a campanha foi 3,2 milhões de euros, mais 24,5% do que o orçamentado.

O PSD apresenta o segundo maior orçamento, mas é também aquele que mais reduz o orçamento em relação às últimas eleições. Este ano, contam gastar pouco mais de 2 milhões na campanha, quando o orçamento de 2015 foi fixado em 2,3 milhões. O montante que acabou por ser investido por de 3,6 milhões, a maior discrepância entre o orçamentado e o gasto que foi registada entre os partidos.

Já o Bloco de Esquerda e o PAN são aqueles que registam a maior subida do orçamento, mas mantêm-se entre os que gastam menos. Os bloquistas planeiam gastar 980 mil euros, quando, em 2015, orçamentaram 598 mil e gastaram 839 mil. O PAN prevê gastar 138 mil euros, contra os 30 mil que foram orçamentados em 2015, campanha em que acabou por gastar 32 mil euros.

O CDS e a CDU, por seu lado, também reduzem os orçamentos. Os democratas cristãos, que a par do PSD foram os que se desviaram mais do orçamento em 2015, planeiam gastar, este ano, 700 mil euros, contra os 719 mil que orçamentaram na última campanha e o gasto acima de 1 milhão que acabaram por registar.

Os comunistas orçamentaram 1,2 milhões, menos do que o orçamento de 1,5 milhões de 2015. Nesse ano, a CDU foi a única a gastar menos do que tinha orçamentado: ao todo, acabou por registar um gasto de 1,4 milhões.
Ver comentários
Saber mais eleições legislativas entidade das contas e financiamentos políticos psd ps bloco de esquerda pcp pan cds
Mais lidas
Outras Notícias