Função Pública Passos Coelho: Governo não tem intenção de "proceder a cortes adicionais nas pensões ou salários"

Passos Coelho: Governo não tem intenção de "proceder a cortes adicionais nas pensões ou salários"

Pedro Passos Coelho garantiu esta quarta-feira que não faz parte dos objectivos do Governo "proceder a cortes adicionais nas pensões ou nos salários" para atingir a meta orçamental de 2015 (2,5% do PIB).
Passos Coelho: Governo não tem intenção de "proceder a cortes adicionais nas pensões ou salários"
Miguel Baltazar/Negócios

"Não está na intenção do Governo proceder a cortes adicionais nas pensões ou nos salários para atingir a meta orçamental de 2015", garantiu Pedro Passos Coelho, durante uma conferência de imprensa, no final da Cimeira União Europeia-África, que decorreu esta quarta-feira, 2 de Abril, em Bruxelas.

 

Pedro Passos Coelho tem afirmado que os salários e as pensões não podem voltar aos "níveis que tinham em 2011", mas tem garantido também que não haverá mais cortes nestas áreas em 2015, ano em que o défice deverá baixar para 2,5% do PIB, face aos 4% previstos para 2014.

 

O Conselho de Ministros reuniu-se a título extraordinário nesta segunda-feira para começar a discutir o Documento de Estratégia Orçamental (DEO) que tem de ser apresentado até ao final de Abril.

 

O documento poderá trazer alguma luz sobre a proposta em estudo para substituir a Contribuição Extraordinária de Solidariedade (CES) e cortar as pensões de forma permanente, e sobre uma tabela remuneratória única para a função pública, quer através de uma simplificação dos suplementos.

 

Para atingir o défice de 2,5% em 2015, Marques Mendes avançou recentemente que as restrições orçamentais ficarão abaixo do que tem sido veiculado pela imprensa, dois mil milhões de euros. "Acredito que se aproximará dos 1,7 mil milhões. É um esforço grande que tem de ser feito."

 

Esta quarta-feira, em Bruxelas, o primeiro-ministro referiu ainda que, até 15 de Abril, o Governo irá informar o Fundo Monetário Internacional sobre as medidas que tenciona aplicar para atingir a meta orçamental de 2015.

 

(Notícia actualizada às 19h47)




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI