Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Passos Coelho: "FMI existe para ajudar os países a superarem crises de pagamentos"

Passos Coelho lembrou que Sócrates aprovou que ao fundo europeu viesse acoplado o FMI e que Portugal está hoje a pagar juros mais elevados do que a Grécia e a Irlanda.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 25 de Março de 2011 às 22:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • 39
  • ...
Pedro Passos Coelho, em entrevista à SIC, repetiu que não se deve diabolizar o FMI, até porque este é um organismo do qual Portugal faz parte.

“Nos fazemos parte do FMI” e o “FMI existe para ajudar os países a superar crises de pagamentos”, revelou Passos Coelho, numa entrevista onde afirmou que espera não ser necessário Portugal recorrer a ajuda externa.

Ainda assim, afirmou que “não vale a pena estamos a diabolizar o FMI”, lembrando que quando os líderes da União Europeia, incluindo o primeiro-ministro português, acordaram criar o Fundo Europeu de Estabilização Financeira, “concordaram que o FMI estivesse acoplado a esse fundo”.

Assinalando que “ninguém” me passou cartão para defender o FMI”, Passos reconheceu que a ajuda externa não resolveu os problemas da Irlanda e Grécia, mas “esses países pagam hoje menos do que Portugal”.

“Estamos a pagar juros muito mais elevados do que esses países”, repetiu, afirmando que a postura do Governo é de “preferirmos morrer à fome do que pedir ajuda”.

Ver comentários
Saber mais PSD Passos Coelho FMI
Outras Notícias