Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Passos Coelho traça paralelismo do seu Governo com sucesso eleitoral de Cameron

À saída de um encontro com o primeiro-ministro italiano em Florença, o governante português desenhou uma comparação entre o mandato de David Cameron e o percurso do seu Governo.

Bruno Simão/Negócios
Nuno Aguiar naguiar@negocios.pt 08 de Maio de 2015 às 14:35
  • Assine já 1€/1 mês
  • 93
  • ...

Inquirido sobre os resultado das eleições britânicas de ontem, Pedro Passos Coelho disse que não queria comentar o resultado, apenas "cumprimentar o actual primeiro-ministro" que continuará à frente dos destinos do Reino Unido.

 

"É sabido que o meu colega inglês, apesar de não estar dentro do euro, desenvolveu uma política de recuperação económica nos últimos anos, que envolveu também a tomada de medidas bastante difíceis, que não eram nada populares. Quando se olhava para as sondagens, achou-se que a penalização poderia ser maior do que na realidade foi", afirmou o primeiro-ministro aos jornalistas, numa clara referência ao percurso do Governo português, embora tenha também referido que "não se pode extrapolar". 

 

O resultado de Cameron foi melhor do que as sondagens indiciavam. "Isso dá-lhe esperança?", questionou um jornalista. "Nunca ninguém me ouviu dizer que as sondagens têm muita ou que não têm importância nenhuma", esclareceu. "Representam determinado momento. Dão-nos a ideia da tendência e, quanto muito, do que poderia acontecer caso determinados eventos acontecessem."

 

Passos parece contar que, no momento de votar, alguns eleitores acabem por colocar a cruz em frente à coligação PSD/CDS-PP. "Nas eleições, as pessoas são chamadas a decidir e [é aí que] uma percentagem elevada dos cidadãos escolhem o que vão fazer. E isso pode mudar o que eram as expectativas anteriores", conclui.

 

Pedro Passos Coelho fará o discurso de encerramento da conferência "State of the Union", que está a ter lugar desde quarta-feira em Florença.

 

Nota: O jornalista viajou a convite da Fundação Francisco Manuel dos Santos

Ver comentários
Saber mais passos coelho cameron eleições britânicas
Outras Notícias